Calendário ON
Hoje é dia 2-3-4-5-6 de Dezembro de 2063. Estamos no Inverno.
Últimos assuntos
» Registro de Photoplayer
Sab Jan 27, 2018 7:29 pm por Emma Louise Brönte

» Quarto - Oliver L. Cunninghan
Qua Jan 24, 2018 2:55 pm por Oliver L. Cunninghan

» Teste de templates e assinaturas
Seg Jan 22, 2018 7:18 pm por Jason Carter

» Salão de festas
Sab Jan 20, 2018 9:37 pm por Oliver L. Cunninghan

» Salão Principal
Sab Jan 20, 2018 9:20 pm por Morgan L. Cunninghan

» Sala de Transfiguração
Sab Jan 20, 2018 8:54 pm por Samantha A. Lightwood

» Sala de Transfiguração
Sab Jan 20, 2018 8:53 pm por Samantha A. Lightwood

» Jardim
Qua Jan 17, 2018 10:03 pm por Mia Backer Appel

» Portões de Entrada
Ter Jan 16, 2018 7:33 pm por Elleanor S. Lightwood

Copa das Casas

CORVINAL
GRIFINÓRIA
LUFA-LUFA
SONSERINA
Parceiros
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::

Loja Olivaras

Ir em baixo

Loja Olivaras

Mensagem por O Herdeiro em Ter Out 10, 2017 12:16 am



Olivaras

A mais famosa loja de varinhas do mundo mágico está aberta desde 382 a.C. Durante a última guerra bruxa o proprietário do local desapareceu e muitos acreditam que ele tenha sido uma das vítimas do Lord das Trevas e seus aliados. Desde então a loja passou por diversos proprietários e mesmo mantenha a qualidade de outrora nenhum sucessor do antigo dono conseguiu permanecer por mais de dois anos no comando do local.

Varinha - G$ 85
Varinha de Brinquedo G$ 25 (Feita de plástico sem magia alguma)
Estojo para guardar a varinha - G$ 38

Para receber sua varinha preencha o formulário abaixo e envie para o administrador O Herdeiro por MP.

[spoiler=Teste da Varinha
1. Qual o seu nome:
2. Uma palavra que defina você:
3. Se você tivesse que escolher entre a sua vida ou a da pessoa que você ama qual escolheria?
4. Se você fosse uma criatura mágica qual seria?
5. Qual o seu feitiço preferido?[/spoiler]
Copyright ©️ 2017 All Rights Reserved for Mayu Amakura at Lotus Graphics
avatar
O Herdeiro
Admin
Admin

Postagens : 396
Data de inscrição : 03/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Loja Olivaras

Mensagem por Giulia Buonarroti em Qui Dez 07, 2017 2:19 pm



Divertiu-se alternando entre as lojas e comprando o que lhe desse na telha, livros com títulos engraçados, roupas que combinariam de maneira duvidosa, alguns doces aqui e ali, bolas para passar o tempo e várias penas e tintas. Evitava a Olivaras desde o início, gostaria de ter a mãe para acompanha-la ali, sempre brincaram sobre como a varinha de Giulia poderia vir a ser um graveto horrível ou algo tão detalhado que quebraria ao toque. Ela coçou a cabeça encarando a loja e suspirou por fim adentrando. — Já não era sem tempo, Senhorita. — O atendente tinha em mãos um estojo roxo e sorria gentilmente. — Essa aqui está ansiosa para te conhecer, tem pulado na estante durante toda manhã. — E o estojo remexeu-se, ele deu uma risada e a pequena não resistiu em correr para ver a sua nova amiga. —Quer dizer que ela já me escolheu?— Ele assentiu e abriu a caixa revelando uma varinha em mogno, com fios que iam de uma ponta a outra entrelaçando-se e indo do azul ao roxo. — Pelo de unicórnio, 21 centímetros. Um tamanho ideal para você mesmo quando estiver mais velha. — Tirou-a da caixa e entregou a Giulia, que já havia se decido por “algo tão delicado que quebraria ao toque”, mas surpreendentemente pareceu bastante resistente quando a pequena a bateu contra a mesa. O atendente ficou assustado e fitou-a curioso. —Teste de durabilidade.—Esclareceu enquanto analisava se a mesma não havia se danificado nem um pouco, nisso ele gargalhava a ponto de limpar lágrimas do rosto. Ela sorriu-lhe muito gentil e aliviada por tudo ter dado certo, entregou-lhe a quantia necessária e saiu para encontrar Elise, agitando a varinha no ar e gritando. —Tia Elise! Ela não quebrou!— Algumas pessoas olharam para loirinha e riram, outras apenas estranharam, mas ninguém entendia a alegria sublime que sentia por ter conseguido realizar tudo aquilo sem a mãe.
Compra:
Varinha: G$ 85



_________________






Giulia
Buonarroti
avatar
Giulia Buonarroti
Crianças
Crianças

Postagens : 19
Data de inscrição : 11/10/2017
Idade : 13

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Loja Olivaras

Mensagem por Amarilys Lohys Cunninghan em Qui Dez 07, 2017 2:19 pm

Sr. Olivaras


Após sair do Gringotes corri para o Olivaras, a ansiedade dominava cada molécula do meu corpo. De todas as lojas essa era a mais aguardada. Esperei onze longos anos para que esse dia chegasse. Mal via a hora de ter minha própria varinha para fazer feitiços debaixo das cobertas como a Nana, fazer encantamentos fofos com o Dom nos jardins de Hogwarts  e com um aceno da varinha fazer pessoas como o Yohan ficarem caladas.

Adentrei a pequena loja, o sino na porta fez um barulho conhecido, afinal era como todos os sinos de lojas que existiam por toda extensão do beco. Um senhor sorridente pareceu no alto de uma escada. Observei que ele olhava-me de cima abaixo e engoli em seco, tamanho meu nervosismo.

Olhei para Morgan, a corvina decerto estava rindo das minhas feições assustadas. Mas, acontece que naquele exato momento muitas perguntas passavam por minha cabeça e o cenário que se forma em minha mente fértil era verdadeiramente assustadora. Será que eu seria a primeira pessoa a ser noticiada no obituário do Profeta Diário como a primeira estudante de Hogwarts que morre a escolher a varinha? Será que seria uma boa varinha? Eu e ela nos adaptaríamos?

Após um sina l do senhor me aproximei do balção, o coração na mansão. Eu parecia não absorver as palavras que eram ditas, tudo estava funcionando em modo mute em meu cérebro só conseguia ver caixas e varinhas espalhadas  do teto ao chão. Com a mão tremula, peguei a varinha que me foi oferecida, no começo insegura, mas me permiti fechar os olhos e esquecer tudo...

Uma luz poderosa tomou conta da pequena loja e aquietou meu coração desmedido. Sorri, era essa, eu, Morgan e o moço simpático sabíamos.

O moço tomou a varinha das minhas mãos e colocou em um estojo que eu peguei com o maior cuidado, não queria estragar o momento de estupor me encontrava.
Coloquei a varinha junto com os demais materiais , ainda em êxtase virei-me para o moço e disse:
-Obrigada.. - Meus olhos comunicavam as outras emoções que minha boca não conseguia expressar.
Assim, sair da loja ainda tinha os demais materiais para comprar mas decididamente o mais mais importante já estava feito.     
Fall to your knees, bring on the rapture Blessed be the boys time can’t capture On film or between the sheets I always fall from your window to the pitch black streets And with the black banners raised As the crooked smiles fade Former heroes who quit too late Who just wanna fill up the trophy case again and in the end i'd do it all again i guess you're my best friend Don’t you know that the kids aren't al-, kids aren’t alright? I’ll be yours When it rains it pours Stay thirsty like before Don’t you know that the kids aren't al-, kids aren’t alright?

(OFF)
compras:
Varinha - G$ 85
Estojo para guardar a varinha - G$ 38
avatar
Amarilys Lohys Cunninghan
Crianças
Crianças

Postagens : 27
Data de inscrição : 10/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Loja Olivaras

Mensagem por Jessamine Sowsfield em Qui Dez 07, 2017 4:50 pm

Olivaras

A Sowsfield bufou a aparatar no beco. Ao passar pela parede de tijolos viu os estreito beco apinhado de pessoas, em sua maioria, estava cheio de crianças fazendo suas compras para ir a Hogwarts. De um modo estranho era engraçado a moça adorava ver os olhares empolgados das pessoas.

A passos calmos e delicados as moça adentrou a loja Olivaras. Ficou em um dos cantos da loja, próximo a porta a espera de atendimento. Antes da moça já havia ali duas crianças que tentavam descobrir qual varinha confortaria seu coração. A moça tirou a varinha quebra das vestes e sorriu sútil, um sorriso de canto de lábios. Aquela varinha a trazia varinhas lembranças, afinal, tinha o objeto desde os onze anos e agora vê-la quebrada dessa forma gerava uma nostalgia e uma imensa tristeza.

Jessie fora tirada de suas lembranças quando o simpático atendente a chamou. Ela piscou sucessivamente tentando livra-se das memórias e aproximou-se do balcão. - Meu caro senhor, pode consertá-la. - disse a moça com o cenho franzido, com uma cara inegavelmente de apelo.

O outro analisou atentamente e meneou a cabeça em um sinal negativo. - Infelizmente não, srta. Sowsfield. Como isso aconteceu? - Perguntou assim que reconheceu a moça e e sua varinha.- Um ataque no ministério, infelizmente foi um descuido... - disse, com as feições apáticas. -Irá precisar de outra varinha, senhorita,infelizmente... A moça suspirou levantando seu alguns fios de suas longas madeixas. A moça consentiu, á contragosto.

A moça demorou cerca de uma hora. Muitas caixas foram desarrumadas, reviras e desorganizadas. Durante essa hora faz-se nevar, quando na verdade queria defende-se. Criou uma chuva interminável que nem o finite conseguiu reverter. Traduzindo e concluindo: o moço simpático ficou de cabelo em pé.

Quando a moça já estava desistindo pegando as varinhas apenas por pegar uma luz intensa tomou conta do local sendo capaz de iluminar todo o beco. - Fantástico! - disse com um sorriso de orelha a orelha.

Logo, a moça apagou pela nova varinha e saiu da loja, já estava cansada e com fome. Precisava ir para a casa e colocar algumas coisas em ordem, afinal, logo ela teria que ir à Hogwarts, dessa vez, na qualidade de docente.


 
(OFF)
avatar
Jessamine Sowsfield
Funcionário de Hogwarts
Funcionário de Hogwarts

Postagens : 14
Data de inscrição : 10/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Loja Olivaras

Mensagem por Dominic V. Morgenstern em Qui Dez 07, 2017 10:27 pm

Dominic Morgenster era um bruxo nascido de pais bruxos vindos de linhagens puras de bruxos. Ele acreditava na magia. Ele sentia a magia e nunca vivera uma vida sem ela.
Ele via todos os dias bruxos e bruxas executando feitiços com suas varinhas, voando em suas vassouras e tudo era, de fato, muito comum à mente fértil do garoto.
Todavia, quando seus pés tocaram o quase sagrado solo da melhor loja de varinhas da Grã-Bretanha, ele quase foi atirado longe pela lufada de sensações que a visão de incontáveis caixas de madeira causara.
_Wow.- murmurou, olhando curioso a sua volta. Esquecera-se que sua tia estava ao seu lado, por alguns momentos, e quando ela falou novamente, Dominic  se assustara.
_Vá, esse momento é seu, Dominic. Esperarei você aqui.
Megan acenou, ficando na calçada da loja enquanto o menino caminhou a passos lentos até o balcão. Seus dedos infantis tocaram a borda de madeira, pressionando-a até que os nós dos dedos ficassem brancos e marcas de suor surgissem na madeira.
_Olá?- chamou, e uma senhora de cabelos lilases surgira diante de seus olhos, erguendo-se de trás do balcão. O garoto saltou para trás, tropeçando nos calcanhares e por pouco não se estatelando.
_Ah, acho fascinante a desatenção dos garotos de sua idade.- ela falou, rindo sonoramente em seguida.- De sua, e de qualquer idade, na realidade. O que o trás aqui, menino? Ah, que tola sou. Uma varinha.
Ela riu novamente, e os lábios de Dominic curvaram-se num sorriso divertido.
_Sim, senhora, uma varinha. – Ele aproximou-se do balcão novamente, e entrelaçou os dedos sobre a madeira, como um homem de negócios. - Quero uma bem bonita, de preferência sem muitos ornamentos e de grande durabilidade, pois sou desastrado.
A senhor gargalhou e seu cabelo mudou de cor, do cálido tom de lilás para um vívido púrpura.
_Não é assim, seu tolo! É a varinha que vai escolher você.- ela girou nos calcanhares, olhando as prateleiras em busca de varinhas apropriadas.- Vocês precisam ter uma ligação. Ela tem que se tornar uma extensão de seu braço, e você, a fonte de magia inesgotável que ela precisa.
A mulher trouxe uma pilha de caixas, pondo-as em frente ao garoto, que foi encoberto pelas caixas.
_Aqui, experimente essa. - a bruxa metamorfomaga disse, entregando-lhe uma varinha.- Tente fazer magia com ela.
Mas não foi bem magia que Dominic fez. Foi uma confusão de atos independentes que resultaram num vidro quebrado e muitas caixas no chão.
A bruxa, se você quer saber, apenas ria.
_Não, acho que não. Aqui, use esta. – entregou-lhe uma nova, mas Dominic de imediato sentiu-se desconfortável.
_Acho que essa... - ele não pode terminar de falar, pois num sobressalto, a varinha escapuliu de sua mão, votando para a caixa de origem.
Três varinhas mais tarde, Dominic Morgenstern encontrou sua varinha e, a sensação que sentira fora indescritível. Ele sabia que ela era a varinha dele, e ela sabia, a seu modo, que ele era seu bruxo.
Nascera uma relação e tanto, e Dominic, que gostava de nomear as coisas, dissera à Megan após sair da loja com a varinha em mãos que aquela era Boadicea, sua varinha.
Dentro da loja, a bruxa tinha o cabelo lilás novamente e um sorriso no rosto. Ah, ela amava espíritos como aquele!

[off]
O nascimento de Boadicea|


Compras:
Varinha - G$ 85
Estojo para guardar a varinha - G$ 38
avatar
Dominic V. Morgenstern

Postagens : 7
Data de inscrição : 03/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Loja Olivaras

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum