Calendário ON
Hoje é dia 2-3-4-5-6 de Dezembro de 2063. Estamos no Inverno.
Últimos assuntos
» Quarto - Oliver L. Cunninghan
Hoje à(s) 10:40 am por Mia Backer Appel

» Teste de templates e assinaturas
Ontem à(s) 7:18 pm por Jason Carter

» Salão de festas
Sab Jan 20, 2018 9:37 pm por Oliver L. Cunninghan

» Salão Principal
Sab Jan 20, 2018 9:20 pm por Morgan L. Cunninghan

» Sala de Transfiguração
Sab Jan 20, 2018 8:54 pm por Samantha A. Lightwood

» Sala de Transfiguração
Sab Jan 20, 2018 8:53 pm por Samantha A. Lightwood

» Jardim
Qua Jan 17, 2018 10:03 pm por Mia Backer Appel

» Portões de Entrada
Ter Jan 16, 2018 7:33 pm por Elleanor S. Lightwood

» Registro de Photoplayer
Ter Jan 16, 2018 6:37 pm por Salazar Tangreen

Copa das Casas

CORVINAL
GRIFINÓRIA
LUFA-LUFA
SONSERINA
Parceiros
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::

Cabines (Alunos)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cabines (Alunos)

Mensagem por O Herdeiro em Seg Nov 20, 2017 4:48 pm




Cabines


Inúmeras e confortáveis cabines com dois bancos vermelhos dispostos de forma paralela e com capacidade para seis passageiros, acima dos bancos existem espaços onde é possível guardar bagagens de colo. As cabines possuem uma larga janela, da qual é possível admirar as paisagens no percurso durante a viagem.
Copyright ©️ 2017 All Rights Reserved for Mayu Amakura at Lotus Graphics
avatar
O Herdeiro
Admin
Admin

Postagens : 396
Data de inscrição : 03/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Pandora O. Sørensen em Sex Dez 08, 2017 12:32 am



no way

Pandora não demorou a subir no trem pois diferentemente da maioria ali não fora acompanhada pelos pais ou por responsáveis legais, estava sozinha e era isso. Não era como se aquilo a afetasse de alguma forma, estava acostumada com tudo aquilo, afinal já era uma prática de de sete anos. Além de tudo embarcar antes da maioria era um ponto positivo, visto que Pandora podia escolher a cabine que quisesse, pode parecer uma preferencia supérflua mas Pandora não era do tipo famosinha com diversos amigos a ponto de ao sair nos corredores cumprimentar metade dos presentes, era quase o contrário disto, Pandora não era muito voltado para a diversão sendo que pendia muito mais para um lado responsável e sério e sinceramente, as pessoas, principalmente adolescentes não estão nenhum pouco interessados em responsabilidades.

Andando em meio aquele corredor a ruiva podia notar que as primeiras cabines estavam já ocupadas por dois ou três alunos mas não demorou até que Buddy invadisse uma até então vaga, o cachorro logo tomou um assento como se fosse uma pessoa e colocou a cabeça para fora do vagão iniciando mais uma vez uma série de latidos. —Buddy, sossega! — Reclamou a garota puxando o animal para dentro da cabine novamente, fitou por alguns instantes o cão que parecia finalmente ter tomado jeito e se deitava no chão, até então, eram apenas os dois...       


_________________

avatar
Pandora O. Sørensen
Sonserina
Sonserina

Postagens : 16
Data de inscrição : 06/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Erick Lightwood em Sex Dez 08, 2017 5:18 pm



Quando finalmente encontrei uma cabine vazia, logo fui me jogando e trancando a porta, pelo que sabia ainda demoraria mais o menos uma hora para chegar ao castelo deHogwarts então poderia tirar um cochilo sem medo. Me aconcheguei próximo a janela e fiquei observando a paisagem enquanto o sono não chegava, em minha mente ficava me perguntando como seria a nova escola, se conseguiria fazer amigo e é claro se conseguiria ficar sem arrumar confusões por muito tempo.

(off)

avatar
Erick Lightwood
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Postagens : 10
Data de inscrição : 26/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Maëva Bauer Aodhaigh em Sex Dez 08, 2017 11:55 pm



you can't sit with us.
with my babies in the train

Eva e os outros entraram no trem após um papo acelerado e várias risadas. Era uma das raras vezes que a corvina conseguia transparecer seu êxtase em uma faceta mais alegre, portanto deixou-se curtir calmamente o momento com os amigos.

Decidiram dividir uma cabine inteira para cinco pessoas, acomodando-se nos confortáveis estofados vermelhos que o antigo trem oferecia. Eva, antes de pedir para Maxon guardar suas malas nas prateleiras acima de suas cabeças, solicita mais uma vez para que ele deixasse Geneviëve viajar em seu colo, porém o maior nega, fazendo um bico teimoso bem maior do que os anteriores. A corvina rola os olhos, sentando firmemente ao bufar e cruzar os braços, claramente chateada.

O trem começou a se mover no mesmo instante em que Maxon voltou com seus braços preenchidos de doces, soltando-os nos assentos de Caleb à medida que se sentava ao lado do melhor amigo, justamente no banco em frente ao de Eva. Os irmãos permaneceram em silêncio por alguns instantes, Maëva posicionava suas pernas entre as de Max, um gesto comum e afetivo para eles. Ambos trocaram olhares familiares, tentando disfarçar uma possível discussão. — Desisto de você. — Astrid profere baixinho, preferindo que apenas seu irmão escutasse. — Papai não vai ficar feliz com todos esses doces, Max. — Por mais que estivesse sendo crítica demais com o garoto, era nítido a preocupação com sua saúde. A expressão de Maëva muda, trazendo consigo um ar de manha. — Me promete que são os últimos? — Pede, percebendo a atenção de Caleb para si. Ela então olha para garoto de cabelos escuros e esconde um sorriso, ainda com os braços cruzados. — E você também. Não atice ele a comprar doces. — Eva e Caleb não haviam tido um tempo a sós desde o último dia letivo do ano anterior, mas a presença do grifino que antes lhe perturbava, agora começava a fazer falta. — Pelo menos divida com Sienna, não fiquem só os dois comendo. — Ela idealiza, logo olhando para Hanna e franzindo a testa em dúvida, achando-a muito silenciosa. — Você está bem, Hani? — Maëva desfez seu cruzar de braços e confortou-se no estofado, ficando de frente para a melhor amiga ao tirar uma mecha de cabelo do rosto alheio. — Me avise se quiser algo... Ou dar uma volta, não sei. — A corvina estica um sorriso nos lábios no intuito de expressar-se para Hanna. Viveram quase a vida toda juntas, por isso ela sabia muito bem quando a lufana não se sentia confortável com a situação.

[...]

A viagem se seguiu durantes horas. Conversaram, comeram, riram e brigaram em todo o percurso, era apenas hilário e entusiasmante estar na mesma cabine que os cinco. Não demorou muito para que o tempo passasse e a corvina encontrasse a escuridão do outro lado da janela, anunciando a possível chegada à Hogsmade. Eva ainda permanecia de olhos abertos, acomodando a cabeça de Hanna - que dormia -  sobre seu ombro. Ao olhar para sua frente, Max roncava baixinho e de boca aberta, ainda segurando seus sacos restantes de doce. Sienna adormecia serenamente no peitoral de Caleb, o único que também estava acordado. Eva pigarreia depois de alguns minutos de silêncio constrangedor, dedilhando a roupa por acima de seus joelhos. Sentia-se nervosa e inquieta, mas mesmo assim sabia perfeitamente como enrrolar. — Está ansioso? Enfim chegamos.

[off: durante a parte '[...]' vocês estão livres para fazerem minhas ações e falas. Sejam sensatos. q]




_________________


« HURTS SO GOOD »
baby, I don't know why I try to deny it, when you show up every night, I tell you that I want you, but it's complicated. when it hurts, but it hurts so good, do you take it? Do you break it off?
avatar
Maëva Bauer Aodhaigh
Corvinal
Corvinal

Postagens : 18
Data de inscrição : 17/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Astrid Lightwood em Sab Dez 09, 2017 11:17 am

♦️Vincent ♦️Expresso de Hogwarts ♦️Hora ♦️Clima


Returning to Hogwarts

Eu entrei no Expresso de Hogwarts quando ainda faltavam cinco minutos para as onze, mas ainda assim felizmente havia conseguido embarcar a tempo no trem. Outros primos meus também iriam para Hogwarts naquele ano, mas eu ainda não os conhecia, iria conhecê-los durante as aulas com certeza. Caminhando pelos corredores do Expresso eu comecei a procurar por uma cabine vazia, mas a única cabine mais livre que tinha estava ocupada apenas por um menino da Grifinória(Vincent), que eu conhecia apenas de vista.-Oi, eu posso ficar aqui? As outras cabines estão cheias. Ah, e sou a Astrid, vou começar o terceiro ano.-Eu disse calmamente para o garoto, sorrindo um pouco tímida. O menino se apresentara a mim como Vincent e acenara com a cabeça, permitindo que eu dividisse a cabine com ele, então eu entrei e coloquei meu malão e a gaiola de Nevasca e de Rocket no bagageiro. Sim, eu tive que colocar a gaiola de meu guaxinim no bagageiro, porque Rocky não gostava de ficar no meu colo(guaxinim mais mimado).-Então Vincent, você vai começar qual ano?Está ansioso para as aulas?-Eu perguntei para Vincent, curiosa. Eu e Vince começamos a conversar e, por volta do meio-dia, a senhora que era dona do carrinho dos doces aparecera na cabine, perguntando se queríamos comprar alguma guloseima. Eu comprei duas tortinhas de abóbora, alguns sapos de chocolate e uma caixinha de suco de abóbora gelado, Vince comprou tortinhas de abóbora também , pagamos por nossos doces e então eu e Vincent passamos o resto da viagem conversando, trocando cartões de sapos de chocolate e o melhor de tudo, nenhum aluno da Sonserina invadiu nossa cabine. Quando eu senti que o Expresso estava parando, pedi licença á Vince , peguei meu malão e fui trocar de roupa e vestir o uniforme da Grifinória em um banheiro que tinha do lado da cabine. Me vesti rapidamente e, depois que eu prendi meus cabelos, retornei á cabine e ri ao ver que Vine já estava de uniforme também. Então, assim que o Expresso parou na Estação de Hogsmeade, eu e Vince pegamos nossos pertences, as gaiolas de nossos animais de estimação e eu e o grifino descemos do trem, acompanhando os alunos que iriam pegar uma carruagem na estação.

(Off)

Ale ❤


Última edição por Astrid Lightwood em Sab Dez 09, 2017 4:07 pm, editado 1 vez(es)

_________________


Astrid Lightwood
Ast | Lightwood Family | Daughter of Victoria and Anthony | Gryffindor Pride |3rd year | Brave
@MDD
avatar
Astrid Lightwood
Grifinória
Grifinória

Postagens : 19
Data de inscrição : 01/11/2017
Localização : Hogwarts/Residência dos L.ightwood

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Mia Backer Appel em Sab Dez 09, 2017 3:09 pm


>>Train Cabin<<

Back to School
Pipoca logo estava dormindo em meu lado enquanto o mundo corria lá fora. Logan estava sentado ao meu lado e eu ri de algo que ele falou e me virei para encará-lo e fiquei séria por algum tempo. Senti-me culpada depois que ele teve a crise de espirros na Estação, não sabia que ele tinha alergia à pelo. Desde então, coloquei-me entre meu amigo e o cãozinho.

— Desculpe pela situação na Estação. — disse, mordendo o lábio. Respirei fundo e encolhi os ombros, alisando o pelo do cãozinho — Não sabia que tinha alergia.

Ele deu de ombros e disse algo para me confortar, ao mesmo tempo em que eu olhava para Oliver. Jane dormia tranquilamente com a cabeça em seu ombro — eu a vi tomar algum remédio para enjoo enquanto antes de entrarmos na cabine — e o corvino olhava para a janela. Eu umedeci os lábios. As palavras que ele disse naquele dia, na livraria, ainda perambulavam pela minha mente: Ela é minha. Meneei a cabeça e me virei para Logan novamente.

Durante todo o trajeto dentro daquela cabine, fiquei conversando com meus amigos, ou comendo as porcarias que eu comprara naquele supermercado. Eram gostosos e nenhum desses bruxos exemplares da sociedade faziam ideia de quão bons podiam ser.

Por volta de meio-dia, a moça do carrinho de doces passou e eu não comprei nada — havia gasto meu dinheiro em salgadinhos mais cedo, e nem eram galeões — mas os outros se animaram com a ideia de comer algumas varinhas de alcaçuz. James comprou umas dez, para comer enquanto bebia coca-cola e os outros comeram outros doces. Eu vi alguns sapos de chocolate pulando por aí enquanto eu ria de todos que haviam perdido seus doces, ou comemorando quando as cartinhas que ganhavam eram boas.

Após algumas horas, todos saímos da cabine, um por um, para trocarmos de roupa — colocarmos o uniforme — pois estávamos, finalmente, chegando em Hogwarts. Deixei os sapatos para colocar na cabine, e não me importei de andar por aí só com uma meia listrada preta e amarela — como duas pernas de abelhas.

Então havíamos chegado. Já era noite e o dia de viagem mais esperado havia passado. Eu não sentia mais o frio na barriga para ir para aquele castelo maravilhoso, mas muitos alunos alvoroçados saíram de suas respectivas cabines. Acompanhei meus amigos até a saída do trem, observando os primeiranistas saírem acompanharem o Guarda-Caça até os barcos.

[Off]

_________________


credits for Mia
Mia Backer Appel
avatar
Mia Backer Appel
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Postagens : 58
Data de inscrição : 05/11/2017
Idade : 18
Localização : Em algum lugar da Holanda, talvez?

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Karlie Eva Franckowiak em Sab Dez 09, 2017 5:30 pm

I'll close my mouth
i won't say a word
a nod of pity for
the plain girl

Ao entrar no trem, Karlie buscou logo por uma cabine onde podia se sentir o mais confortável possível já que a viagem seria longa e garota queria aproveitar os últimos momentos silencioso que teria antes de chegar em Hogwarts. Sentou-se em uma das poltronas do lado da janela logo após colocar a maioria de suas malas no compartimento em cima e deixou apenas uma bolsa de mão com alguns dos seus pertences para se entreter na viagem.
 
Se deu o direito de olhar para a fora do trem, onde ficava a plataforma. Havia ainda muitos pais e filhos no local se despedindo e é claro alguns expressavam sorrisos alegres nos seus rostos por rever seus melhores amigos, e Karlie podia sentir o sentimento de inveja despertando mais uma vez. Procurou por o cabelo castanho pintados para esconder os fios brancos da sua mãe, mas ela já não estava mais presente no local e Karlie não sabia porque ainda tinha esperanças de ver ela naquela multidão, o personagem de mãe perfeita só conseguia durar algumas horas.
 
Logo a mesma foi tirada dos seus pensamentos quando o trem começou a se mover. A garota podia ver vários parentes acenando para os alunos e até alguns tentaram correr na mesma direção que o trem enquanto vários estudantes quase saltavam-se da janela para ter uma última chance de ver aqueles que ficariam para trás. A menina tirou os olhos da janela assim que a plataforma saiu de vista e começou a procurar alguma coisa na sua bolsa para se divertir durante a longa viagem.

is there pit for the plain girl?

_________________

jump and we think, leave it all in the game of love run into sin, do it all in the name of fun i'm so high at the moment i'm so caught up in this we're just young dumb and broke but we still gotta love to give
avatar
Karlie Eva Franckowiak
Corvinal
Corvinal

Postagens : 8
Data de inscrição : 18/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Logan L. Cunninghan em Sab Dez 09, 2017 8:23 pm


Logan Lightwood Cunninghan
...
Droga! Praguejava mentalmente, enquanto embarcava no Expresso e se acomodava numa cabine na companhia de seus amigos.
O jovem Cunninghan pressionava um lenço contra o nariz, tentando conter a série de espirros que o havia acometido, obviamente, por conta do cão de Mia.
O que ele temia havia acontecido, a sua alergia a pelo de animais tinha atacado mais uma vez.
— Está tudo bem. — Balbuciou um pouco enjoado.
— Pensei que tinha te contado sobre isso… — Acrescentou.
Notando em seguida, que a sua amiga lançava olhares estranhos na direção de seu primo (Oliver).
Hmn… Pressionou o nariz novamente com o lenço, encarando Mia por alguns breves momentos.
— Você está bem? — Indagou.
— ‎Parece tão… Estranha. — Recostou-se contra as costas do assento e cerrou os olhos.
— E você Aquilles? Quer algo? — Encarou o seu irmão caçula algum tempo depois, retirando do bolso do casaco alguns galeões.
Passando o restante da viagem numa espécie de cochilo, mesmo que esse tivesse inúmeras interrupções para pequenos momentos de conversa.
Entregando para o Lufano.
Chegando as mediações de Hogsmeade ao cair da Noite.

[Off]

®️ Credits to Lux

_________________

Logan Lightwood Cunninghan
avatar
Logan L. Cunninghan
Corvinal
Corvinal

Postagens : 12
Data de inscrição : 13/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Morgan L. Cunninghan em Dom Dez 10, 2017 12:37 am

STARLIGHT...

"In the dead of night, you went dark on me."

Os corredores dos vagões estavam vazios e vozes animadas vinham das cabines ao lado. Pela janela, conseguia ver a paisagem lá fora como um borrão difuso, dada a alta velocidade do veículo. Parei, recostando o corpo na parede, em um canto. A animação na cabine que conseguimos inicialmente era algo totalmente destoante de meu estado de espírito habitual, de todo modo, achei mais produtivo sair e circular pelo trem atrás de algum lugar calmo.

Certo, corredores não são o melhor lugar para se afastar de alguém, mas já estava andando a bons dez minutos, sem sucesso. Dr. Hunter me diria que me isolar dos demais não seria a melhor escolha para lidar com a agonia de ver todos sorrindo e não me sentir parte daquilo. O velho, com certeza, faria questão de me dizer que tentar me enturmar era o melhor a fazer.

Mas era eu, e o Dr. Hunter não estava ali. Uma das portas da cabine se abriu e um garoto, talvez um pouco mais novo, sobressaltou-se ao me ver ali, os risos altos de seus amigos após o susto deste foi minha deixa para, definitivamente, continuar minha busca.

{...}

Precisei ir até quase o final do trem, mas, finalmente encontrei um lugar só meu. Tranquei a porta com um feitiço – e usei o cinto de meu sobretudo como garantia de que ninguém mais além de mim entraria naquela cabine – e deitei em um dos bancos, as cortinas fechadas deixando a cabine em uma penumbra confortável.

Provavelmente, seria mais útil a mim ter carregado algum livro comigo ou algo do gênero, mas, tudo o que minha mente pedia era ficar ali, parada, em silêncio. Como se meu cérebro quisesse simplesmente entrar em modo de suspensão. Enfim. Peguei na pequena carteira com feitiço invisível de extensão a capa da corvinal, usando esta como um cobertor.

Não sei em que momento adormeci, e nem como acordei na hora exata em que os alunos começaram a deixar as cabines, mas me ergui e destranquei a porta, guardando o sobretudo na carteira e vestindo a capa. Deixei o trem tão rápido quanto possível.



[OFF]
M A M A

_________________

Morgana Cunninghan
CAN YOU CHANGE ME? FROM THE MONSTER YOU MADE ME.
avatar
Morgan L. Cunninghan
Corvinal
Corvinal

Postagens : 26
Data de inscrição : 03/10/2017
Idade : 15
Localização : Atrás de você... Bu!

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Hanna Aodhaigh Ostergärd em Dom Dez 10, 2017 2:13 am

Breathe me
Apesar de estar junta dos amigos, Hanna acomodou-se próxima a janela da cabine, apoiando a cabeça na mesma. Permaneceu em silêncio durante um longo tempo, apenas observando de esguelha a conversa divertida dos outros quatro. Estava feliz em vê-los e sentia que deveria demonstrar tal sentimento perante eles, porém, estava desanimada demais para isso. No fundo, apesar de sempre discutir com o irmão mais velho, gostaria que ele também estivesse embarcando para Hogwarts junto a ela. Contudo, segundo seus pais, ainda não era o momento certo e que talvez próximo ano. Sempre será no ano seguinte, pensou, relembrando todas as vezes em que ouvira a mesma falácia dos genitores. 

— Estou bem. – Respondeu quando Mäeva questionou seu comportamento. — Sério, não se preocupe! – Assegurou ainda que a corvina não estivesse convencida, pois conhecia Hanna o suficiente para saber quando havia algo errado com a garota. Era impossível esconder algo da amiga. Olhando para Eva, intimamente percebeu o quanto era sortuda. Seus pais, embora adotivos, tratavam ela e Joseph como se fossem seus filhos biológicos. Além disso, proporcionaram-lhe a família que sempre sonhou. Por que ficar triste então? Por que atrapalhar um momento como aquele com sentimentos infrutíferos? , questionou-se, mas já sabendo todas as respostas. Era uma grande tolice ficar triste em um momento como aquele. 

Hanna encarou Caleb, Maxon e Siena, os três ocupados demais com os doces sobre o estofado para perceber a conversa que se alastrava particularmente entre ela e Eva. — Max, não seja guloso. – Ela repreendeu o primo no instante em que inclinou o corpo e pegou alguns feijõezinhos mágicos, levando-os rapidamente até a boca. Os sabores não foram nada agradáveis, sendo evidenciado pela expressão de desagrado em seu rosto. O garoto, teimoso como sempre, recolheu tudo para si e resmungou algo indecifrável para a lufana, que o fuzilou com os olhos. — Espero que tenha uma dor de barriga, Maxoel. – Cuspiu as palavras, mostrando a língua mediante a provocação alheia.

Por um momento houve silêncio, mas logo todos riram. A implicância entre Hanna e Maxon era no mínimo cômica. Os dois pareciam verdadeiras crianças. 

[...]

— Eu... – Murmurou. — Eu salvarei os pôneis! – Gritou, acordando de sobressalto e erguendo o braço como se estivesse empunhando uma espada. Hanna – ainda sonolenta – encarou a face de Mäe e Caleb, alternando entre um e outro como se estivesse buscando reconhece-los. Os fios dourados estavam completamente bagunçados no topo de sua cabeça, um verdadeiro emaranhado caótico. — Me diz que... – Olhou para a melhor amiga como se clamasse por ajuda, sentindo as bochechas arderem de tão constrangida que estava. — Não fiquei falando enquanto dormia, certo? – Perguntou em voz baixa, evitando acordar os outros. A corvina assentiu em concordância, mas Caleb riu abafado, evidenciando que Mäe era legal demais para compartilhar a verdade. Droga, resmungou silenciosamente para si, passando a manga da blusa sobre os lábios babados. 

Esperava que nenhum dos dois contasse para os outros o ocorrido, não queria perder a pouca dignidade que lhe restava antes mesmo do ano letivo começar. Por isso, através de um pacto ultrassecreto com tortinhas de abóbora, obrigou os dois a fazerem votos de silêncio antes de deixar a cabine para trocar de roupa e lavar o rosto a fim de recompor-se fisicamente. 

Quando Hanna retornou, Sienna e Mäeva perguntaram logo o motivo da lufana já estar trajando o uniforme com tons amarelos facilmente reconhecido. — Assim já fico pronta e não preciso perder tempo na hora do jantar. Quero provar todos os pratos, dã. – Respondeu, movendo os ombros despreocupadamente, logo virou-se, alinhando o cachecol com orgulho sobre a tez alva do pescoço enquanto seguia o grupo de amigos. 

[OFF]

_________________

avatar
Hanna Aodhaigh Ostergärd
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Postagens : 13
Data de inscrição : 19/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Kairos Heinz Müller em Dom Dez 10, 2017 12:12 pm



Volta às aulas


O expresso estava lotado, sendo impossível passar despercebido com meu cachecol nas cores da lufa lufa, mas com muito glitter dourado que era um toque especial desenvolvido pela namorada do papi soberano. - Oi cerejinha, tudo bem com você? Abracei meu amigo da Grifinoria em seguida segui em direção a cabine número nove onde meus amigos haviam combinado de encontrar. Segui com eles a viagem até Hogsmeade e no caminho aproveitei para dormir um pouco.

(Off)





thank u SECRET
avatar
Kairos Heinz Müller
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Postagens : 16
Data de inscrição : 14/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Wolfgang B. Lionhardt em Dom Dez 10, 2017 2:51 pm

 


Logo após atravessar a passagem para o expresso, rapidamente me movi para dentro do trem, empurrando todos aqueles que estivessem em meu caminho. Andava pelo corredor em busca de uma cabine vazia, mas não a encontrava de forma alguma. 

 Andei até me posicionar na frente de uma cabine com apenas um aluno, provavelmente grifino. Tirei meu capuz e forcei um sorriso para o garoto. 
— Posso ficar nessa cabine ? — O garoto hesitou por alguns momentos, me olhando de baixo à cima, o que me incomodava. 
— Pode, fique à vontade. — Dizia ele com um sorriso amigável. 
— Ótimo. — Respondi com um leve tom de entusiasmo na voz, pondo minhas bagagens dentro da cabine e jogando todas as do garoto para o corredor, em seguida o segurando pela gola e o empurrando para fora. — Foi um prazer negociar com você, lixo. — Falei, agora em meu tom inexpressivo e seco de sempre, virando de costas e entrando na cabine agora vazia. O garoto tentou me acompanhar, mas rapidamente desistiu quando Jörn, uma de minhas cobras, botava a cabeça para fora da abertura do pescoço de minhas vestes e sibilava agressivamente para o grifino. 

 Sentei-me em um dos bancos ali presentes, fechando a porta da cabine com um feitiço e a trancando. Meus dois animais de estimação deslizavam pela minha perna, sentando-se no banco, agora fora de minhas vestes, era uma naja fêmea branca e uma real mexicana negra macho, ambas completamente dóceis comigo e sem veneno. Cruzei minhas pernas e esperei pacientemente até Hogwarts, lendo um bom livro. 

Trajei meu uniforme minutos antes da parada do trem, destrancando a porta e enrolando minhas cobras em meus braços, por dentro do uniforme, para não dar razão à nenhuma gritaria. Ao sinal, saí o quanto antes. 








[OFF]



Wolfgang
avatar
Wolfgang B. Lionhardt
Sonserina
Sonserina

Postagens : 11
Data de inscrição : 08/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Giulia Buonarroti em Dom Dez 10, 2017 5:53 pm



Giulia empurrou seus materiais pelo corredor encostando sua cabeça no vidro das cabines para ver se achava uma vazia, com um pouco de sorte ela acreditava que poderia encontrar, mas a maioria já estava fervilhando de jovens bruxos envoltos em brincadeiras e atualizando os amigos sobre as férias, as cabines mais vazias eram daqueles que obviamente preferiam ir a pé para Hogwarts do que dividir o ar com outras pessoas.
No caminho encontrou seu primo Joshua, acenou para ele muito alegre, finalmente um rosto conhecido. —Oi, você também não tem cabine?— Os Buonarroti prosseguiram a busca juntos até acharem uma em que só havia uma garota. Giulia abriu a porta, com um sorriso simpático olhou para seu primo e depois para ela. —Podemos ficar na sua cabine?— Juntaram-se a Amarilys, Após colocar sua maleta com certa dificuldade no compartimento superior, Giu ofereceu aos dois um pedaço de chocolate que havia levado. —Tomara que não demore a chegar, viagens dão fome.— Estava ansiosa, para ver Hogwarts de perto, conferir cada canto daquele castelo e se aventurar nos imensos terrenos de onde sua mãe havia contado tantas histórias. Ao mesmo tempo estava nervosa, queria ir para lufa lufa e por muito tempo tinha a certeza de que não haveria espaço para ela em outro lugar, mas com a morte de Cecí seu coração se encheu de tristeza e raiva, temia que isso a levasse a caminhos que não gostaria de trilhar.
Avistou Meryl passando pela cabine e correu para o lado de fora. —Meryl! Aqui tem lugar se você quiser...— Aproveitou para dar uma volta pelo expresso, havia levado consigo alguns galeões já que ouviu sobre uma velhinha maravilhosa com um carinho repleto de doces. —Vem cá, me ajude com uma coisa.— Pegou a prima pelo braço e caminharam pelo trem. Em uma das cabines reconheceu Wolf e suas cobras de estimação, eram incrivelmente bonitas e assustadoras, bateu no vidro e acenou para o sonserino fazendo uma careta para enfim seguir seu caminho. —Meryl, precisamos de um estoque de doces para o ano letivo.— Anunciou finalmente o sentido do sequestro e seguiram até encontrar o bendito carinho. Giulia havia economizado bastante do dinheiro que retirou de Gringotes, escolheu muitos doces, entre sapos de chocolate e feijões de todos os sabores, muito chocolate. Riu satisfeita ao ver as mãos cheias de guloseimas e voltaram para a cabine. —Quem perder o sapo carrega as malas de todo mundo.— Sorriu colocou os doces ao alcance de todos, guardou alguns na mala.
[...]
Divertiram-se com os sapos fugitivos e provaram feijões de sabores horríveis, quando chegou a hora a pequena trocou suas vestes e pela primeira vez usou o uniforme de Hogwarts, estava muito satisfeita e acreditava que as meias listradas que vestiu hoje pela manhã combinavam perfeitamente. Sorriu para o espelho. —Fica calma Giulia, vai dar tudo certo.— Pegou a foto de Cecília do bolso e admirou-a por alguns instantes antes de voltar a cabine e esperar o fim da viagem.
[OFF]



_________________






Giulia
Buonarroti
avatar
Giulia Buonarroti
Crianças
Crianças

Postagens : 19
Data de inscrição : 11/10/2017
Idade : 12

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Meryl Victoire O'Reilly em Dom Dez 10, 2017 8:35 pm



Looking at it now

are we in the clear yet?

it all seems so simple



Se os pensamentos de Meryl fossem audíveis para todos os presentes naquele trem, estariam ouvindo um grito entredente de nervoso, enquanto ao fundo uma voz distante e majestosa narra com as seguintes palavras sopradas no vento: "Lição número um sobre o expresso de Hogwarts: Não demore em se acomodar num vagão, enfie-se no primeiro que ver e permaneça a salvo ali, até o trem se ajustar à partida brusca."  

Se ao menos aquele narrador atemporal fosse real e tivesse dado o alerta, Meryl teria evitado o constrangimento que a abateu nos poucos minutos que embarcou. Seu primeiro passo fora com o pé direito e calmamente, a menina seguiu, pelo extenso corredor que interligava os vagões recheados de cabines. As poucas bagagens de mão que sustentava com os braços magros inicialmente lhe pareceram um alívio – havia se esforçado ao máximo para trazer pouca coisa que fosse necessária carregar e reunir todo o resto na grandiosa mala que já havia sido devidamente guardada. Contudo, somente no instante em que se viu atravessando o corredor e o impulso violento da partida do trem da estação fez do seu corpo magro um brinquedo contra a gravidade, percebeu que o bom mesmo seria se não estivesse com nada em mãos; assim teria segurado a si mesma contra qualquer coisa palpável.

O embalo foi mais forte do que ela e seus pés vacilantes. O trem disparou para frente, ela para trás. Recuou os passos sem equilíbrio nenhum, vendo-se girar alguns centímetros mais tarde e cair contra o vácuo da falta de suporte para lhe segurar. Os olhos fecharam, contemplando a escuridão – e por um segundo a menina imaginou que se não conseguisse ver nada, nada então seria real. Seu corpo atingiu o chão em questão de segundos, o baque das suas bagagens contra o chão ecoou e então o silêncio ao seu redor reinou – não houve risos ou cochichos segredados. Ela ouvia apenas o ruído do trem se arrastando nos trilhos e respirações pesadas. Pensou sentir algo se mover por perto e aquilo a fez se agitar e desfalecer as pálpebras.

Sobre si estava uma face nada familiar, com olhos graúdos de um azul profundo e o rosto salpicado por sinais negros em contraste ao tom pálido da pele lisa. — Foi uma queda feia a sua, mocinha. — O garoto visivelmente mais velho resmungou, lhe apresentando um sorriso paciente e estendendo a mão grande para sustentar a ruiva e tirá-la do chão. — O-o trem... ele partiu de repente e eu não tive onde me segurar. — Ela explicou, recuando com pressa as bagagens do chão e permitindo-se resmungar um "Obrigada" antes de partir para fora da cabine ocupada somente pelo garoto que parecia desejar falar um pouco mais com a desconhecida desastrada que tombou em seu compartimento solitário.

Mas ela partiu, sem olhar para trás – isso até ouvir seu nome ser chamado, alguns bons metros mais tarde. A familiaridade na voz lhe passou segurança o suficiente para que girasse e encontrasse com o olhar animado a pequena Buonarroti. Giulia. Se agarrou a prima num abraço carinhoso, cumprimentando-a com um sorriso genuinamente feliz antes de ser arrastada para um canto do trem na companhia da menor que mais tarde justificou a ação como uma intervenção de estoque de doces.

Meryl teria dito a prima sobre a existência de doces em Hogsmeade, mas era tão bom vê-la animada com algo que apenas admirou. Admirou seus cabelos loiros e seus olhos brilhantes tão semelhantes aos da mãe – e ali, por alguns segundos, Meryl se contentou em ver beleza na tristeza do sentimento de perda e falta que sentia.

*

Giulia. Joshua. Amarilys – ou algo assim. E então, Meryl.
O quarteto assumia uma cabine, repleta de doces, risos devido a fuga dos sapos de chocolate e a confortabilidade de estarem entre família. Meryl sentia-se segura perto dos primos, ainda que não tivesse uma proximidade tão grande com Joshua Buonarroti quando possuía com Giulia. Ainda assim, ela se sentia segura. Tão segura que pode deixar para trás o mico sofrido mais cedo. Tão segura que conseguiu, por um tempinho, apagar os olhos profundos do garoto lhe encarando.

Tão segura que tirar um cochilo até a chegada em Hogwarts não lhe pareceu uma má ideia.

+ outfit | with: Giulia, Joshua and Amarilys | at: hogwart's train


©️

_________________

avatar
Meryl Victoire O'Reilly
Corvinal
Corvinal

Postagens : 12
Data de inscrição : 16/11/2017
Idade : 20
Localização : hoggy-warty.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Caleb Owen Lightwood em Ter Dez 12, 2017 2:09 pm


Come with me, stay tonight. You say the worlds but girl it doesn't feel right. What do you expect me to say? You know it's just too little too late. You take my hand and you say you've changed. But girl, you know your begging dont fool me, because to you it's just a game. You now it's just too little too late. So let me on down, cause time has made me strong. I'm starting to move on, i'm gonna say this now. Your chance has come and gone, and you know. It's just too little too late. A little too wrong, and I  can't wait.

Inspire lentamente. 
Cuide com os pés alheios. 
Mantenha-se próximo.


  O jovem Lightwood sequer oscilava seu olhar, tantas foram as vezes que embarcou naqueles vagões tumultuados e barulhentos. Alunos disputando espaços físicos impossíveis de serem preenchidos, todos almejando lugares confortáveis e até mesmo exclusivos. Caleb articulava sua fisionomia para manter consigo as bagagens que portava, nem todas carregando os próprios pertences. 


 O ranger da porta ao ser arrastada era quase inaudível, o que guiou pensamentos ludibriantes para adivinhações do tipo: A quanto tempo existia aquele trem? Quando as inspeções eram feitas? As resposta ficariam para mais tarde. 


 Sem delongas o grupo adentrou uma das cabines. Foram os primeiros, pelo que notou, podendo assim logo se acomodarem divididos entre os dois bancos ali dispostos. O jovem grifino sentou entre a irmã e seu melhor amigo, ficando defronte para Hanna - a lufana com quem ele havia simpatizado desde que conhecera por intermédio de Maëva. 


 [...]




  O gosto dos doces ainda recentes em seu paladar, perpassou a língua pelos lábios buscando resquícios das guloseimas oferecidas por Max. Todos haviam adormecido, com exceção da Corvina que agora lhe fitava, tendo os fios claros bagunçados vez ou outra pela respiração da melhor amiga adormecida. - Está ansioso? Enfim chegamos. - As palavras alheias o fizeram desviar seu foco para a janela, a penumbra exterior soava reconfortante, ele realmente gostava da noite. Um sorriso foi desenhado em sua face ao tempo que buscava pelos traços femininos novamente. - Mais do que imagina. - Proferiu em um tom baixo o suficiente para não perturbar o silêncio que reinava entre os presentes. Silêncio interrompido pelas palavras sem nexo de Hanna, assim como o som baixo da respiração de Maxon. 


[...]


 Caleb havia aproveitado do tempo em que apenas sua namorada lhe fizera companhia para trocar as vestes, assumindo o uniforme característico de sua casa. Assim que acomodou-se novamente a jovem Ostergärd despertou sobressaltada, arrancando do garoto uma risada sonora, que logo suavizou em um sorriso animado. Em meio a promessas de segredos que os amigos tomaram posse da bagagem novamente se pondo a caminho dos corredores novamente tumultuados.



― My rules.
You know I wish I had it all.

_________________

Do animals have feelings?
avatar
Caleb Owen Lightwood
Grifinória
Grifinória

Postagens : 11
Data de inscrição : 10/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Dominic V. Morgenstern em Sex Dez 15, 2017 6:17 pm

Dominic se perdera, no mínimo, três vezes. Todas aquelas cabines eram iguais, todos aqueles alunos eram iguais. Talvez ele entendesse o motivo de sua tia avó Gretha confundir todos seus sobrinhos netos e levar horas para acertar o nome daquele ao qual ela verdadeiramente desejava se referir.
Dom ajeitou-se numa cabine qualquer, na companhia de alguns alunos tão novatos quanto ele. Acresce, todavia, que sua tentativa de construir laços fora falhas. Eram esnobes demais, tinham sorrisos altivos demais. Não era como a altivez do Morgenstern; uma altivez sutil, de quem sente orgulho de carregar seu nome e ser quem realmente é. O menino ignorou a sensação ruim que as crianças em questão lhe provocaram e passou parte da viagem procurando Amarilys, sem sucesso. Aquietou-se então, e acabou cochilando, afinal de contas não dormira a noite toda por ansiedade.
Acordou com os solavancos do trem, com os gritinhos animados dos alunos, quando finalmente haviam chegado à Hogsmead.
[off]
Dominic vai para Hogwarts
avatar
Dominic V. Morgenstern

Postagens : 7
Data de inscrição : 03/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Astra Skriver Oakheart em Sex Dez 15, 2017 8:21 pm

Let's go

Achando uma cabine longe do tumulto de alunos, os malões da sonserina e do corvino foram guardados e os dois se acomodaram num dos vagões junto a dois rapazes adormecidos desconhecidos para ambos. Quase imediatamente a garota abriu sua gaiola e libertou a bolinha de pelos contida ali dentro. Tão pequenino! Valeu a pena esperar pelo presente do pai.

— Josh, apresento-lhe sir Merlin Oakheart, primeiro de seu nome. — disse, aproximando o minúsculo coelho acinzentado de seu companheiro. O bichinho debateu-se um pouco, assustado, mas recobrou sua calma ao voltar para o colo de Astra. — Desculpe, estamos trabalhando a sua etiqueta.

Após isso, a conversa girou sobre diversos tópicos, fazendo o tempo passar rápido demais. Quando deu por si, já era tempo de vestir o uniforme e desembarcar.
Postagem bloqueada de Astra Skriver Oakheart




_________________



astra / starborn
"moon dust in your lungs, stars in your eyes, you are a child of the cosmos, a ruler of the skyes"

avatar
Astra Skriver Oakheart
Sonserina
Sonserina

Postagens : 8
Data de inscrição : 06/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Moon Chung-hee em Sex Dez 15, 2017 10:26 pm

open your eyes
little sunshine!

 Os solavancos da locomotiva não permitiam ao jovem Moon ter um sono profundo e além disso, o garoto não tirava de sua mente uma coisa: Morgan. A garota dos longos cabelos tinha mexido com a mente de Chung-hee de uma forma nunca antes sentida pelo garoto, era uma explosão de sentimentos e experiências completamente novas para o asiático.

A maior parte do tempo que Chung-hee passara na cabine, fora gasto observando a paisagem e divagando, imaginando-se correndo de mãos dadas com a corvina de que tanto ansiava ver novamente. Tanto que nem se deu conta de que a hora do desembarque já chegara, acordando a irmã as pressas e desembarcando ansioso.





{OFF}
BY MITZI
avatar
Moon Chung-hee
Corvinal
Corvinal

Postagens : 6
Data de inscrição : 21/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Elleanor S. Lightwood em Sex Dez 22, 2017 7:31 pm


Escola



Encontrar uma cabine vazia era bem difícil, uma vez que havia milhares de alunos seguindo para Hogwarts. Ainda assim, Elleanor conseguiu chegar até a última cabine do expresso e sentar-se sozinha, pelo menos por alguns minutos pois logo depois alguns calouros também a adentraram. De início Elle ficou em silêncio, sentindo-se intimidada mas aos poucos soltou-se e conversou com os demais futuros colegas. 
A viagem fora longa, levando praticamente o dia todo para a estação de Hogsmeade. Quando finalmente chegaram e o expresso parou, Elle deixou a cabine e minutos mais tarde o trem em si.

Thanks Ross & Tiago @ CG



[OFF]

_________________



Elleanor Seline Lightwood
Família Lightwood | 11 anos | Grifinória <3 | Futura Artilheira da Grifinória


avatar
Elleanor S. Lightwood
Grifinória
Grifinória

Postagens : 14
Data de inscrição : 04/10/2017
Localização : Hogwarts

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Joshua B. Buonarroti em Sab Dez 23, 2017 4:53 pm

[



Quidditch


Rockin' robin, rock rock
Rockin' robin'
]


Curiosamente, estava nervoso. Os olhos fugiam e as piadas, anteriormente naturais, soavam-lhe sem graça em sua mente. Suas impressões de que estava fazendo um péssimo papel apenas se acentuaram quando o pequenino Merlin mostrou-se arisco a sua presença.

Astra havia estragado o plano que traçara cuidadosamente no dia anterior – ao esclarecer consigo os próprios sentimentos para com a adolescente – escolhendo uma cabine silenciosa, ocupada além deles dois por uma dupla de desconhecidos dorminhocos. Se ao menos um deles estivesse acordado, Joshua sentiria-se preparado para liberar seu lado extrovertido e simpatizar com os mais novos. Seria um assunto útil para a fuga daquele nervosismo. Como, infelizmente, a dupla não despertou ao som de seus pensamentos, Joshua teve um grande trabalho forçando-se a relaxar e manter uma conversa tranquila com a melhor amiga.

(Postagem encerrada de Joshua B. Buonarroti e Astra Skriver Oakheart)


[Joshua Bennett Buonarroti]
Post #005
Thanks, IT


avatar
Joshua B. Buonarroti
Corvinal
Corvinal

Postagens : 11
Data de inscrição : 09/11/2017
Idade : 15
Localização : Londres, Inglaterra

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabines (Alunos)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum