Calendário ON
Hoje é dia 2-3-4-5-6 de Dezembro de 2063. Estamos no Inverno.
Últimos assuntos
» Registro de Photoplayer
Sab Jan 27, 2018 7:29 pm por Emma Louise Brönte

» Quarto - Oliver L. Cunninghan
Qua Jan 24, 2018 2:55 pm por Oliver L. Cunninghan

» Teste de templates e assinaturas
Seg Jan 22, 2018 7:18 pm por Jason Carter

» Salão de festas
Sab Jan 20, 2018 9:37 pm por Oliver L. Cunninghan

» Salão Principal
Sab Jan 20, 2018 9:20 pm por Morgan L. Cunninghan

» Sala de Transfiguração
Sab Jan 20, 2018 8:54 pm por Samantha A. Lightwood

» Sala de Transfiguração
Sab Jan 20, 2018 8:53 pm por Samantha A. Lightwood

» Jardim
Qua Jan 17, 2018 10:03 pm por Mia Backer Appel

» Portões de Entrada
Ter Jan 16, 2018 7:33 pm por Elleanor S. Lightwood

Copa das Casas

CORVINAL
GRIFINÓRIA
LUFA-LUFA
SONSERINA
Parceiros
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::

Salão de festas

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Salão de festas

Mensagem por O Herdeiro em Qui Dez 28, 2017 12:56 pm

Relembrando a primeira mensagem :



Salão de festas

O local não pertencia originalmente a casa, mas foi criado especificamente para comportar melhor as festas em que as famílias das quatro amigas se reunisse, por fora aparenta ser nada mais do que um pequeno depósito de materiais de limpeza com portas grande de mais, mas após passar por grandes portas de vidro polido o ambiente se abre e a decoração se adapta a vontade de sua senhora, o salão era amplo, com uma grande mesa em uma das laterais, de tamanho suficiente para todos os convidados, na extremidade oposta do salão uma orquestra encantada, que começava a tocar as musicas apropriadas para cada ocasião com um simples giro de varinha.
Copyright ©️ 2017 All Rights Reserved for Mayu Amakura at Lotus Graphics
avatar
O Herdeiro
Admin
Admin

Postagens : 396
Data de inscrição : 03/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Salão de festas

Mensagem por Mia Backer Appel em Qua Jan 17, 2018 10:44 pm


>>Lux House<<

Christmas Party
Foi um caminho longo até o salão de Festas. Entre cascalhos, grama e o sapato que apertava os meus pés, eu não fazia ideia de qual era o pior. Mas teria que aguentar ali por mais algumas horas, de pé, naqueles escarpans que começavam a arranhar a pele do meu calcanhar e fazer meu pé ficar dormente e formigando.

Suspirei quando finalmente cheguei ao Salão, abrindo as portas e seguindo direto para onde havia deixado Oliver, mas ele não estava lá. Mordi o lábio, apertando os dedos a frente do meu corpo. Sentia-me estranha com pessoas que eu não conhecia a minha volta, deslocada. Engoli o seco e comecei a andar por ali, sentindo o sapato me torturar por mais alguns minutos.

Levei-me até a árvore no centro do ambiente, decorada alegremente, onde vi Rilys conversando com outro garoto, vagamente conhecido, que parecia ser da sua idade. Não quis interromper a conversa, mas fiquei observando a garota loira, mordendo o lábio por alguns instantes pensativa.

Amarilys me lembrava tanto Anne, talvez fosse o cabelo longo e loiro, ou talvez fosse a personalidade... Algo nela me fazia lembrar de Annelise, algo que eu não sabia identificar. Fechei os olhos e respirei fundo por algum tempo até decidir pegar a varinha no bolso oculto da minha saia, conjurar o livro que minha mãe havia me dado, com um laço simples e vermelho como embrulho, e um pergaminho novo.

Com um encantamento, e algumas dobraduras, fiz uma borboleta surgir com o bilhete que escrevi no pergaminho e ganhar vida, pousando sobre a cabeça de Rilys, dando um bom enfeite para cabelo. Sorri brevemente, colocando o livro sob a árvore, com um pequeno cartão com o nome dela — Amarilys — escrito à mão. Fechei os olhos por um bom momento antes de deixa-lo por completo. Sim, aquela era uma boa hora de passar aquele livro pra frente.

Perto dali, eu vi um embrulho que  me chamou a atenção, um embrulho delicado, dourado, com um laço vermelho. Uma borboleta simples e dourada estava ali, enfeitando e embrulho. Aproximei-me e peguei-o com delicadeza, franzindo o cenho ao ver meu nome escrito no embrulho. Meneei a cabeça, pensando brevemente em como a Stella era uma boa anfitriã, apesar de sua pose de abelha rainha.

Com um suspiro, levantei-me, com o embrulho fechado nas mãos, e voltei a andar pelo salão, esperando Oliver aparecer, e, nisso, acabei decidindo pegar um copo de gemada. Aquilo estava bem melhor do que eu esperava de uma bebida feita com ovo. Tomei-a em alguns goles, deixando o copo vazio com um dos garçons, agradecendo pelo serviço.

Eu definitivamente não estava me sentindo confortável ali. Algumas  pessoas me encaravam ou me cumprimentavam pelo “show” que havia dado, dizendo que eu tocava muito bem. Não queria toda aquela atenção, queria tocar o piano dos meus sonhos e nada mais que isso.

Quando aquilo começou a me sufocar eu saí, tomando uma respiração profunda ao passar pela porta do Salão. O ar gelado nunca me fizera tão bem. Conjurei um dos casacos finos que eu trazia no meu malão e o vesti, saindo para caminhar e procurar por um certo corvino que me abandonara numa festa com quase completos estranhos.

Foi quando eu vi o clarão alaranjado do outro lado da piscina, iluminando três formas: duas altas, porém com cabelos longos e cacheados, e outra mais larga, com cabelos curtose uma camisa negra. Podia imaginar quem era aquela terceira forma.

Um pouco manca e caminhando a passos lentos e dificultosos, cheguei atrás do corvino que procurava, engolindo o seco ao ver o que era a fonte do clarão. Alguma coisa pegava fogo a uns cinquenta metros de distância. Eu me abracei, lembranças das queimaduras em meus braços fazendo com que sentisse-os arder levemente. Respirei fundo, dando o último passo que faltava para poder tocar em Oliver.

— Vocês são meio malucos. — disse e olhei para o lado, a fim de observar as garotas, tão parecidas uma com a outra que achava difícil que, um dia, pudesse diferencia-las. Elas usavam um arco e flechas, e já preparavam uma no arco novamente quando olharam pra mim. — Isso não é perigoso?

Mensagem para Rilys:
Hey, Rilys,

Tem um presente pra você sob a árvore de natal. Espero que goste. Não é nada mágico, ao contrário disso, mas foi dado por uma pessoa muito especial para mim,
e, agora, é sua vez de lê-lo.

Bem vinda ao Mundo das Maravilhas, Rilys, divirta-se.

Mia Backer Appel
dedicatória Agnes Backer:

”Minha pequena Alice,

Espero que encontre muitas aventuras nesse mundo novo, muitos amigos com quem compartilha-las e alguns inimigos, para poder salvar-se. Não importa o que escolha, seu mundo ou meu mundo; os Sowsfield ou os Appel, você será sempre minha Mia e minha princesa.

De sua querida mãe,
Agnes Backer.


Última edição por Mia Backer Appel em Sex Jan 19, 2018 7:54 am, editado 1 vez(es)

_________________


credits for Mia
Mia Backer Appel
avatar
Mia Backer Appel
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Postagens : 63
Data de inscrição : 05/11/2017
Idade : 18
Localização : Em algum lugar da Holanda, talvez?

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de festas

Mensagem por Oliver L. Cunninghan em Qua Jan 17, 2018 11:08 pm




Take me by the hand


A confirmação de que as flechas estavam encantadas para encontrar seu alvo com precisão veio quando uma das gêmeas tensionou apenas metade da corda, deixando-a escapar acidentalmente e, ainda assim, a flecha chegou ao alvo e explodiu de forma discreta, arrancando uma risada de todos pela falha, sentia falta do próprio arco, mas a madrinha havia dito que apenas o devolveria quando o corvino se casasse, talvez duvidava da possibilidade de isso acontecer um dia.
Estava prestes a se aproximar das primas para demonstrar um tiro perfeito e se gabar das próprias habilidades, mas ouviu a voz da namorada ao seu lado e sorriu, esticando o braço para envolver sua cintura e puxá-la para perto, dizendo:
– Hey, não é perigoso, as flechas são encantadas pra nunca errar o alvo e tem um escuro de proteção que não deixa as chamas se espalharem ou a explosão se expandir.
Se aproximou dando um breve beijo no rosto da ruiva, dando de ombros levemente ao comentário de que eram malucos, eles realmente eram.
Acenou com a cabeça indicando as gêmeas, dizendo em um tom descontraído:
– Essas duas malucas são Annelise e Annabeth, minhas primas de segundo ou terceiro grau, alguma coisa assim.
As duas deram ou em coro, não precisava apresentar a Mia, já imaginava que as duas tinham feito um dociê sobre a namorada, assim como metade das garotas com quem o corvino já tinha se relacionado.
– Você sabe atirar, Mia?
A pergunta veio da gêmea que estava com o arco no momento, enquanto colocava outra flecha na mira e tensionava o braço da corda, fechando um dos olhos para mirar melhor e depois soltando a flecha, gerando uma miniexplosão, pelo conhecimento do Corvino, ela teria errado feio a mira se a flecha não estivesse encantada, um bom motivo para Stella não descobrir o que estavam fazendo, balançou a cabeça, rindo com aquele pensamento, depois se inclinando um pouco para a ruiva, dizendo baixo:
– O que a Stella queria? Ela não te tiraria da festa só pra mostrar o coreto...

tags; words; notes; §

_________________



Oliver Lucas Lowë Cunninghan
I was lightning before the thunder



.soph.

avatar
Oliver L. Cunninghan
Corvinal
Corvinal

Postagens : 54
Data de inscrição : 05/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de festas

Mensagem por Mia Backer Appel em Sab Jan 20, 2018 11:19 am


>>Lux House<<

Christmas Party
Olhei para as chamas e mordi o lábio, eu sabia quão perigosas eram, quando se perde o controle, não há como pegá-lo de volta. Engoli o seco e fechei os olhos com força, a imagem de um garoto pequeno, de cabelos loiros, com as costas da blusa tomadas por fogo apareceu em minha mente e senti meu corpo se arrepiar, apertando o abraço em volta da cintura de Oliver.

— Espero que mantenham assim. — disse, quando abri os olhos, olhando para o fogo a alguns metros de distância. Então olhei para as gêmeas, sorrindo educadamente e meneando a cabeça. — Eu não sei... .

Mordi o lábio inferior, olhando para o alvo das garotas, que deram de ombros e simplesmente aprumaram-se, atirando mais uma flecha ao fogo. Respirei fundo, desviando o olhar para o corvino, não gostava de como aquilo parecia ou de como os sons das explosões soavam em meus ouvidos, confundindo lembranças novas e que não conhecia com antigas que me eram familiares.

Era um novo desespero pensar nas chamas cobrindo as costas de Oliver depois de uma traquinagem na cozinha, embora soubesse que ele era capaz de coisa muito pior. Entretanto, tudo era bem diferente agora. O corvino vinha se comportado nesse mês em que estivemos juntos, embora visse a forma como as garotas olhavam pra ele e como algumas olhavam pra mim... Aquilo era um tanto quanto desconcertante.

Respirei fundo, lembrando-me do que Stella havia dito sobre as lembranças dele. Ele não tinha nada sobre a infância, nada sobre o incidente na cozinha ou sobre o braço quebrado no coreto. E eu tinha o quê? Fragmentos?

— Ela queria falar sobre uma coincidência. — disse, dando de ombros e fazendo uma careta. — Quanto tempo mais eu vou ter que ficar com esses saltos? Eles estão me machucando já. — disse, tentando mudar de assunto.

Realmente não queria falar sobre aquilo agora.

_________________


credits for Mia
Mia Backer Appel
avatar
Mia Backer Appel
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Postagens : 63
Data de inscrição : 05/11/2017
Idade : 18
Localização : Em algum lugar da Holanda, talvez?

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de festas

Mensagem por Oliver L. Cunninghan em Sab Jan 20, 2018 9:37 pm




Take me by the hand


Sentiu o braço da namorada se apertar ao redor de sua cintura e apenas assentindo suavemente, havia notado a forma sutil com a qual ela havia contornado o assunto para evitar dar detalhes sobre a conversa com Stella, mas ele não insistiria, se fosse algo que devesse saber, provavelmente uma das duas já teria contado.
Mas imaginou que realmente os pés da ruiva deviam sofrer naqueles sapatos altos e de aparência delicada, obviamente o namorado faria o possível para aliviar a situação, se afastando por um momento e entrelaçando os dedos nos dela, puxando-os levemente, dizendo baixo para as primas:
– Não destruam nada!
Deu uma risada baixa e se virou, dizendo para Mia:
– Vamos, eu aproveito pra ver meus presentes e você descansa um pouco os pés, já cumprimos nosso papel social.
Andaram lado a lado, Oliver controlando o próprio passo para acompanhar o andar lento da namorada, segurando a risada e dizendo assim que se afastaram um pouco mais da festa:
– Quer que eu te carregue ou prefere tirar os sapatos?
Não esperou que ela respondesse para que passasse o braço por trás de seus joelhos, pegando-a no colo para transpor o restante do caminho.
[Off com Mia Becker Appel]


tags; words; notes; §

_________________



Oliver Lucas Lowë Cunninghan
I was lightning before the thunder



.soph.

avatar
Oliver L. Cunninghan
Corvinal
Corvinal

Postagens : 54
Data de inscrição : 05/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de festas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum