Calendário ON
Hoje é dia 2-3-4-5-6 de Dezembro de 2063. Estamos no Inverno.
Últimos assuntos
» Registro de Photoplayer
Sab Jan 27, 2018 7:29 pm por Emma Louise Brönte

» Quarto - Oliver L. Cunninghan
Qua Jan 24, 2018 2:55 pm por Oliver L. Cunninghan

» Teste de templates e assinaturas
Seg Jan 22, 2018 7:18 pm por Jason Carter

» Salão de festas
Sab Jan 20, 2018 9:37 pm por Oliver L. Cunninghan

» Salão Principal
Sab Jan 20, 2018 9:20 pm por Morgan L. Cunninghan

» Sala de Transfiguração
Sab Jan 20, 2018 8:54 pm por Samantha A. Lightwood

» Sala de Transfiguração
Sab Jan 20, 2018 8:53 pm por Samantha A. Lightwood

» Jardim
Qua Jan 17, 2018 10:03 pm por Mia Backer Appel

» Portões de Entrada
Ter Jan 16, 2018 7:33 pm por Elleanor S. Lightwood

Copa das Casas

CORVINAL
GRIFINÓRIA
LUFA-LUFA
SONSERINA
Parceiros
:: Topsites Zonkos - [Zks] ::

Quarto - Oliver L. Cunninghan

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Quarto - Oliver L. Cunninghan

Mensagem por O Herdeiro em Sex Jan 05, 2018 11:51 pm

Relembrando a primeira mensagem :



Quarto

Um quarto grande, mas um tanto vazio, apenas com uma simples cama de casal esculpida em madeira rústica e fixada a parede, ao invés de um closet, um armário de madeira escura e maciça ocupava quase uma parede inteira do cômodo, onde o rapaz mantinha todos os seus equipamentos inutilizados de quadribol, na extremidade oposta do quarto uma lareira se mantinha constantemente em brasas, e ao lado uma poltrona gasta e arranhada indicava a presença constante de um felino no cômodo, o banheiro também era simples e com uma aparência interiorana, com uma parte elevada onde ficava o chuveiro.
Copyright ©️ 2017 All Rights Reserved for Mayu Amakura at Lotus Graphics
avatar
O Herdeiro
Admin
Admin

Postagens : 396
Data de inscrição : 03/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Quarto - Oliver L. Cunninghan

Mensagem por Oliver L. Cunninghan em Ter Jan 23, 2018 9:07 pm

+18:



Take me by the hand


Naquele momento seus atos eram totalmente instintivos, ele a buscava com um desejo primitivo, movendo seu corpo sobre o dela, potencialmente menor e extremamente mais delicado, como se fosse uma caçada bem-sucedida, Oliver era o predador, e agora estava com a presa nas mãos, entre os dentes, e como em uma caçada, todos os seus sentidos estavam aguçados, podia sentir a textura firme do mamilo e tumescido sobre a sua língua, podia sentir as ondas de calor e arrepios pelo próprio corpo, o aumento constante e proporcional da lubrificação de Mia que basicamente acompanhava o ritmo constante que mantinha com os movimentos do próprio quadril sobre ela.
Quando a ouviu pedindo por favor sentiu uma onda quase incontrolável de calor passar por todo seu corpo, permitindo-se aumentar a amplitude de seus movimentos enquanto sentia o corpo dela amolecer sobre o seu.
Assim que sente ela arqueando as costas, ele se permite afastar os lábios de seus seios, passando o braço por trás da sua cintura, puxando-a para si e colando seus corpos talvez de forma brusca de mais, apoiando a outra mão em sua perna, que tremia levemente com seu contato, os lábios procuraram a curva de seu pescoço enquanto projetava o corpo para trás devagar, de forma a puxá-la para se sentar em seu colo.
O cheiro dela estava diferente naquele momento, não era apenas o cheiro adocicado e suave que sentia normalmente, era um cheiro feminino, excitante, provocativo, sensual, que despertava sensações o incomuns e ferozes, quando soltou sua perna e direcionou a mão para afastar seu cabelo, teve que se controlar para controlar a intensidade da mordida que dava em seu ombro, sentindo a própria respiração inconstante enquanto subia a mão que permanecia em sua cintura para prender os dedos firmemente em seu cabelo e puxar de leve, a mão livre se direcionando ao seu quadril e o apertando, incentivando-a a acompanhar os próprios movimentos.

tags; words; notes; §

_________________



Oliver Lucas Lowë Cunninghan
I was lightning before the thunder



.soph.

avatar
Oliver L. Cunninghan
Corvinal
Corvinal

Postagens : 54
Data de inscrição : 05/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto - Oliver L. Cunninghan

Mensagem por Mia Backer Appel em Ter Jan 23, 2018 10:16 pm

+18:

>>Lux House<<

Oliver’s Room

O suor começou a surgir em minha pele como gotículas suaves enquanto ele me puxava para sentar-me em seu colo. Minhas pálpebras se abriram, preguiçosas, e eu o olhei, sentindo minha respiração descompassada, sentindo-o ainda dentro de mim. O cheiro de suor e o que deveria ser de sexo impregnou o quarto e eu não sentia o cheiro almiscarado que eu gostava tanto em Oliver.

Fechei os olhos, movimentando-me levemente tentando ficar mais confortável, abraçando sua cintura com as pernas, e gemi, deixando minha cabeça pender um pouco para trás. Nossos corpos estavam colados, mas, por um momento, os movimentos ritmados haviam parado, então me mexi brevemente olhando-o com uma mensagem clara: _Por favor_.

A cada toque seu sentia um tipo de eletricidade fazer minha pele se arrepiar em um calafrio. Fechei os olhos quando seus dentes tocaram meu pescoço, os movimentos voltaram, ritmados, mais rápidos, com poucos intervalos. Deixei minha cabeça pender para  o lado, dando-lhe espaço para que ele pudesse saborear minha pele, e senti os dedos puxarem levemente os fios vermelhos do meu cabelo. Eu gemi.

Ele colocou uma mão em meu quadril, apertando a pele ali, e eu comecei a acompanhar seus movimentos, sem qualquer coordenação, desajeitada, somente sentindo... Um calafrio começou a subir pela minha pele e minha cabeça acabou desabando. Aninhei o rosto na curva de seu pescoço, mordendo-o ali quando um gemido mais alto quis sair por  minha garganta.

Minhas mãos tocaram a pele de seu ombro e meus membros começaram a formigar, como na primeira  vez. Era  uma sensação boa enquanto eu trabalhava para manter o ritmo dos meus quadris, o que se tornava cada vez mais difícil, uma vez que eu não conseguia me concentrar em muito mais do que seus dentes apertando minha pele, seus dedos puxando meu cabelo... Eu me senti descontrolada.

— Não para. — implorei, inconscientemente, em um suspiro próximo ao seu ouvido — Por favor, não para.

_________________


credits for Mia
Mia Backer Appel
avatar
Mia Backer Appel
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Postagens : 63
Data de inscrição : 05/11/2017
Idade : 18
Localização : Em algum lugar da Holanda, talvez?

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto - Oliver L. Cunninghan

Mensagem por Oliver L. Cunninghan em Ter Jan 23, 2018 10:27 pm

+18:



Take me by the hand


As palavras dela liberavam uma intensa descarga de adrenalina por seu corpo, como se ela fosse o gatilho pra liberar todos os seus instintos mais primitivos.
Seus dentes raspavam a pele delicada do pescoço dela, tendo que se esforçar ao máximo para não marcar a pele clara, mesmo sabendo inconscientemente que o aperto firme de sua mão no quadril da namorada provavelmente resultaria em nada suaves marcas arroxeadas, talvez mais discretas do que os arranhões que não sentia agora, mas sabia estarem espalhados por suas costas.
A cada segundo a puxava para si com mais força, a cada investida tentava ao máximo ir mais fundo, como se ainda a sentisse longe de mais.
Voltou a inclinar o corpo, deitando-a sobre a cama, mas mantendo as mãos apoiadas no colchão, queria vê-la, precisava vê-la, observar seu corpo de contornos perfeitos, ainda encaixado no dele, observar seus seios bem definidos e desejáveis, seu cabelo desgrenhado, as gotículas de suor espalhadas por sua testa, o conjunto da obra formando a arte entre eles.
Deixou uma das mãos passear por seus seios, apertando suavemente seus mamilos entre os dedos, buscando seu olhar e vendo a súplica neles, então deslizando a mão de volta para sua cintura, apertando-a e retomando os movimentos, rápidos e profundos.
Inclinou-se novamente para colar os lábios aos dela, sentindo ambos se moverem juntos em um ritmo sensual e provocante, as pernas dela abraçando sua cintura e tremendo, os lábios ainda buscando os dela de forma sedenta, arrepios, calor, as unhas dela em sua pele, os dentes dele prendendo os lábios dela e deixando escapar um breve e gutural gemido, quase animalesco, até sentir todo o corpo se contrair em busca do relaxamento, explodindo dentro dela e junto com ela.

tags; words; notes; §

_________________



Oliver Lucas Lowë Cunninghan
I was lightning before the thunder



.soph.

avatar
Oliver L. Cunninghan
Corvinal
Corvinal

Postagens : 54
Data de inscrição : 05/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto - Oliver L. Cunninghan

Mensagem por Mia Backer Appel em Qua Jan 24, 2018 5:43 am

+18:

>>Lux House<<

Oliver’s Room
Eu estava extasiada quando ele me deitou na cama novamente. Contorcendo-me para estar mais perto, mas suas mãos me impediam, explorando meus seios enquanto os gemidos ultrapassavam minha garganta, cada vez mais altos e impossíveis de impedir. Também dizia coisas que eu não compreendia, palavras que não eram registradas pelo meu cérebro. Sempre sobre o quanto aquilo era bom, e que eu não queria que ele parasse.

Minha respiração era exalada com dificuldade, ofegante, como se tivesse corrido uma maratona, quando o olhei, suplicante. Só mais um pouquinho. Supliquei com o olhar, era só mais um pouco que eu precisava antes de desabar, derreter-me por completo. Meu corpo se contraía involuntariamente, eu tremia violentamente, apertando minhas  pernas em volta de sua cintura cada vez mais forte, e calafrios tornavam impossível ter pensamentos coerentes.

Ele me beijou, um beijo selvagem, completamente instintivo, e uma de minhas mãos parou em seus cabelos, puxando-o para mim, afundando as unhas em seu couro cabeludo e enquanto a outra arranhava suas costas. Minha pele se arrepiou por inteiro, estava cada vez mais quente ali, o suor fazendo nossas peles ficarem grudentas. Eu abafava os gemidos em seus lábios, mordendo-os, beijando-os, tendo aquela sobrecarga de sensações.

Uma bola desceu pelo meu estômago e eu arqueei a coluna, sentindo arrepios na espinha enquanto ouvia o meu próprio gemido alto, entoando seu nome, enquanto ouvia seu gemido breve e sentia seu corpo se contrair contra o meu, junto a mim, dentro de mim. Era como subir às nuvens e cair. Senti um frio na barriga, quase como uma dor, calafrios que deixaram minha pele arrepiada até eu relaxar, ofegante, alisando os cabelos de sua nuca.

Minhas pernas escorregaram e caíram sobre o colchão, flácidos e olhei para ele. Ambos estávamos ofegantes, meu peito subia e descia, e senti ele desabar sobre mim, seu peso me pressionando um pouco contra o colchão.

— Uau. — disse, umedecendo os lábios e olhando o estrago que eu havia feito em suas costas, sentindo meu rosto corar. — Desculpa. — murmurei, alisando suas costas suavemente. — Eu te arranhei.

_________________


credits for Mia
Mia Backer Appel
avatar
Mia Backer Appel
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Postagens : 63
Data de inscrição : 05/11/2017
Idade : 18
Localização : Em algum lugar da Holanda, talvez?

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto - Oliver L. Cunninghan

Mensagem por Oliver L. Cunninghan em Qua Jan 24, 2018 10:41 am

+18:



Take me by the hand


Por um breve momento, achou que os braços trêmulos não seriam capazes de segurar o próprio peso, deixando seu corpo repousar sobre o dela por alguns segundos, se permitindo sentir a respiração ofegante, o calor que se instalara no ambiente, o suor, os tremores, o cheiro dela que estava tão diferente e ainda tão convidativo, deixou seus lábios passearem por seu ombro dando suaves mordidas até chegar ao seu pescoço e notar que seus esforços haviam sido em vão, analisando as suaves marcas avermelhadas que prometiam ficar roxas em breve.
Assim que a própria respiração se acalmou, passou um braço por baixo de sua cintura, respirando fundo ao se separar dela e a segurando enquanto se virava preguiçosamente na cama e a puxando para ficar por cima de si, deitada sobre seu peito.
Deixou uma pequena risada rouca escapar, balançando levemente a cabeça e passando os dedos por seu pescoço marcado, dizendo baixo:
– Acho que estamos quites, na verdade…
Parou naquele momento e a encarou de perto, seus corpos suados ainda colados, suas respirações se confundindo, passou os dedos de seu pescoço, para seu rosto, segurando levemente seu queixo, analisando sua expressão com cuidado, tentando decifrar o que ela estava pensando naquele exato momento, em seguida deslizou os dedos por seu cabelo, acariciando suavemente os fios bagunçados, perguntando em um tom inseguro e ao mesmo tempo preocupado:
– Você está bem? Eu exagerei?

tags; words; notes; §

_________________



Oliver Lucas Lowë Cunninghan
I was lightning before the thunder



.soph.

avatar
Oliver L. Cunninghan
Corvinal
Corvinal

Postagens : 54
Data de inscrição : 05/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto - Oliver L. Cunninghan

Mensagem por Mia Backer Appel em Qua Jan 24, 2018 12:30 pm

+18:

>>Lux House<<

Oliver’s Room

Suspirei e sorri, cansada, olhando preguiçosamente para ele e mordi o lábio, observando o estrago que eu havia feito nele. Lábios vermelhos, inchados por causa dos beijos ferozes; cabelos loiros desgrenhados, bagunçados e embaraçados, com os quais eu brincava; olhos sonolentos, embora preocupados, lançando-me um olhar inseguro. Perguntei-me o que ele havia feito para estarmos quites, porque não me lembrava exatamente do que havia acontecido além de uma primeira vez incrível.

Ele estava preocupado com meu bem-estar e isso me fez colocar ambas as mãos em seu rosto, sorrindo docilmente e mordendo o lábio.

— Foi incrível. — disse, inclinando a cabeça para o lado e eu fechei os olhos, respirando fundo — Eu acho que só estou bem cansada.

Minhas pálpebras estavam pesadas quando as abri novamente, encarando seus olhos desiguais, acariciando a pele perto das maçãs de seu rosto com o polegar. Com ele eu não tive medo, não entrei em pânico, com ele era tudo diferente. Fazia sentido ele ser o garotinho dos meus sonhos. Lembrei-me do que ele disse naquele dia em que nos beijamos a primeira vez: Brinca com o garoto dos seus sonhos e o vê nas estrelas? Talvez seja o futuro amor da sua vida.

É. Ele estava certo, aquele garotinho era o futuro amor da minha amor da minha vida. Agora ele estava bem ali a minha frente, deitado sob meu corpo, nu, dentro de mim. Eu não podia dizer-lhe aquilo, então só levantei um pouco meu torço, somente o suficiente para dar-lhe mais um beijo apaixonado.

_________________


credits for Mia
Mia Backer Appel
avatar
Mia Backer Appel
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Postagens : 63
Data de inscrição : 05/11/2017
Idade : 18
Localização : Em algum lugar da Holanda, talvez?

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto - Oliver L. Cunninghan

Mensagem por Oliver L. Cunninghan em Qua Jan 24, 2018 12:36 pm

+18:



Take me by the hand


O toque suave e carinhoso em seu rosto o fez fechar os olhos e virar um pouco a cabeça, beijando a palma da sua mão e ouvindo suas palavras com um breve sorriso, voltando a olha-la,o olhar sonolento de quem estava com cada pedaço do corpo em um relaxamento absoluto, tinha certeza absoluta de que naquela noite, ambos teriam um sono maravilhoso.
Inclinou novamente o corpo sobre o dela para beija-la, não algo feroz e animalesco como antes, mas ainda assim intenso, naquela noite de natal haviam se entregado de corpo e alma um para o outro, e enquanto sentia seus corpos colados em um beijo deliciosamente apaixonado, se perguntava se poderia existir presente melhor do que aquele.
Foi quando se lembrou, interrompendo o beijo aos poucos e encarando os olhos doces e gentis da namorada, dizendo em um tom baixo:
- Quase me esqueci, eu ainda não te dei o seu presente!
Devagar se afastou, enfim separando-os e lhe dando um breve selinho antes de se levantar, procurando pelo quarto sua calça, que encontrou no chão perto da parede, alcançou-a enfiando a mão no bolso e a deixando de lado novamente, voltando para a cama e se sentando ao lado da namorada, tentando se concentrar para não focar no belo corpo nu da ruiva prostrada sobre sua cama, mostrando para ela a caixinha de veludo, dizendo:
- Aqui, isso era da minha mãe...
Delicadamente ele abriu a caixinha, expondo o belo e delicado anel de Safira, desviando o olhar para a expressão da namorada, dizendo um pouco mais baixo:
- Eu tenho o par desse anel, são como... Alianças de compromisso...

tags; words; notes; §

_________________



Oliver Lucas Lowë Cunninghan
I was lightning before the thunder



.soph.

avatar
Oliver L. Cunninghan
Corvinal
Corvinal

Postagens : 54
Data de inscrição : 05/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto - Oliver L. Cunninghan

Mensagem por Mia Backer Appel em Qua Jan 24, 2018 1:01 pm

+18:

>>Lux House<<

Oliver’s Room

Surpreendeu-me que ainda houvesse um presente. O que mais ele poderia me dar além daquela noite maravilhosa?

Nós nos separamos e eu arfei por um brevíssimo instantes — era somente mais uma sensação nova e estranha pra mim — e senti falta dele quase imediatamente. Oliver se sentou, e eu me apoiei em meus cotovelos, observando-o se levantar em sua estatura, seu belíssimo corpo se projetando no quarto. Mordi o lábio, sentindo meu rosto corar enquanto o observava se movimentar nu pelo quarto, sem desviar o olhar.

O corvino se abaixou e pegou algo no chão, onde nossas roupas estavam jogadas, e voltou para cama com aquela caixinha preta de veludo a qual ganhou do homem que parecia ser seu pai. Sentou-se na cama novamente e eu dobrei as pernas, cruzando-as no colchão, e o observei abri-la, mostrando o anel de safira que havia pertencido à sua mãe.

Meu queixo caiu, surpresa, olhando para o anel e para Oliver. Era lindo.

— É lindo Oliver. — disse, em um sussurro, mordendo o lábio e sorrindo para ele, colocando ambas as mãos em seu rosto novamente, dando-lhe um selinho — Você é o cara mais fofo que já vi, sabia?

_________________


credits for Mia
Mia Backer Appel
avatar
Mia Backer Appel
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa

Postagens : 63
Data de inscrição : 05/11/2017
Idade : 18
Localização : Em algum lugar da Holanda, talvez?

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto - Oliver L. Cunninghan

Mensagem por Oliver L. Cunninghan em Qua Jan 24, 2018 2:55 pm

+18:



Take me by the hand


Ela gostara do presente, isso era bom, eles estavam juntos, não poderia imaginar nada mais certo do que o anel ser dela a partir daquele momento.
Quando sentiu novamente as mãos dela em seu rosto, fechou os olhos, retribuindo seu selinho e aproveitando a deixa para lhe roubar mais um beijo, olhando de perto para ela com a sobrancelha arqueada, dizendo em um tom brincalhão:
– Eu não sou fofo!
Deu uma risada baixa e segurou a mão direita da namorada, pegando o anel da caixinha e colocando o anel em seu dedo anelar, olhando por um momento e pensando o quanto aquele anel parecia ter sido feito exatamente sob medida para sua mão, ele deveria ser dela, assim como o Corvino.
Levantou o olhar a sorriu de canto, puxando sua mão e a beijando por um momento, entes de soltá-la e se deitar na cama, deixando a caixinha sobre o criado-mudo e estendendo a mão a ela para que se deitasse junto com ele.
Assim que ela se aninha em seu peito ele a envolve em um abraço protetor, beijando suavemente sua testa, dizendo em um tom baixo e calmo:
– Eu te amo, obrigado por hoje…

tags; words; notes; §

_________________



Oliver Lucas Lowë Cunninghan
I was lightning before the thunder



.soph.

avatar
Oliver L. Cunninghan
Corvinal
Corvinal

Postagens : 54
Data de inscrição : 05/11/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto - Oliver L. Cunninghan

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum