Parceiros
XXXX
0 de 5
Créditos
» Skin obtenido de Captain Knows Best creado por Neeve, gracias a los aportes y tutoriales de Hardrock, Glintz y Asistencia Foroactivo.
» Trama e sistemas desenvolvidos pela Staff do The Revival RPG, única e exclusivamente para este RPG; » Gráficos e modificações na skin feitas por Anwynn. As imagens utilizadas vieram de sites como Google, Pinterest, Pottermore e Tumblr, sem fins lucrativos.
XXXX
0 de 9
XXXX
0 de 33
Últimos assuntos
» Matrícula Escolar
Seg Set 10, 2018 10:58 pm por Aylena Chamberlain

» Mudança de Nome
Sex Set 07, 2018 9:49 am por Björn Skylstad-Asknes

» Registro de Photoplayer
Seg Set 03, 2018 4:03 pm por Cheryl Bou’r Hadderwick

» Promoção de Reabertura!
Dom Set 02, 2018 11:41 pm por Morgan L. Cunninghan

» Teste de templates e assinaturas
Sex Ago 31, 2018 10:17 pm por Octávio Villanova

» Três Vassouras
Sex Ago 31, 2018 10:33 am por Manon A. Sowsfield

» Sala de estar
Qua Ago 29, 2018 10:10 pm por Gallathea C. Sowsfield

» Dúvidas? Criticas? Sugestões?
Dom Ago 26, 2018 6:11 pm por O Herdeiro

» Madame Malkin
Qua Ago 22, 2018 11:11 am por Robert S. Winchester

» Empório das Corujas
Qua Ago 22, 2018 10:57 am por Robert S. Winchester

Estatísticas
Temos 241 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Isaac E. Pangborn

Os nossos membros postaram um total de 761 mensagens em 349 assuntos

Sala de estar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sala de estar

Mensagem por O Herdeiro em Dom Nov 26, 2017 8:03 pm



Sala de estar


Sala grande e espaçosa, com dois sofás de couro envelhecido e algumas poltronas mais antigas fazendo um semicírculo em volta de uma lareira de pedras. O salão é iluminado por um enorme lustre de cristal com lâmpadas amarelas, que fica no centro do local, deixando os móveis com um tom alaranjado e envelhecido, Alguns quadros famosos ostentavam as paredes aleatoriamente, espalhados pelo cômodo, no chã um grande e pesado tapete com aparência envelhecida, em uma das paredes uma imensa porta de vidro com bordas em madeira dava acesso ao cômodo, separando-o do cômodo ao lado.

Copyright © 2017 All Rights Reserved for Mayu Amakura at Lotus Graphics
avatar
Postagens :
368

Data de inscrição :
03/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Stella Sowsfield em Sex Dez 22, 2017 7:05 pm

Flashback:


Odiava Paris, Merlin, como odiava Paris.
Antes do casamento gostava de simplesmente correr por ali com Megan, Samantha e Lauren, mas agora as quatro amigas eram casadas, ocupadas, com filhos, trabalhando desesperadamente, trabalho esse que obrigara Stella a passar uma semana infindável ali.
Queria voltar pra casa, voltar para a própria cama, voltar para o marido, os filhos, as amigas, queria se sentar no três vassouras com as amigas e passar horas jogando conversa fora e dando risadas aleatórias, mas não, o trabalho a impelia a estar longe.
Finalmente estava voltando pra casa, finalmente poderia ter tudo do que sentia falta, finalmente estaria no casarão com os seus, mal podia acreditar ao ver os jardins, a fachada branca e simples, mal acreditava quando abriu a porta e… ouvir a voz de Matthew e Peter na sala?
Passou pelo Hall, deixando a maleta de mão ali mesmo ao lado da porta e segurando o riso ao olhar ali dentro.
Uma mesa pequena e rosa estava bem no meio do cômodo, com pequenas cadeiras ao redor, os dois ministeriais estavam ali sentados, duas menininhas vestidas de princesa andavam ao redor deles, servindo chás imaginários em pequenas xícaras de brinquedo, rindo alegremente uma para a outra.
Manon com um vestido verde que destacava ainda mais seus olhos expressivos e Alice com um vestido rosa que contrastava levemente com os cabelos ruivos soltos em uma linda juba, com apenas um ano de diferença entre as garotas, elas costumavam se divertir juntas, isso quando Oliver não estava por perto, porque então Alice simplesmente se esquecia da prima para se grudar ao amigo.
Peter e Matthew pegavam as pequenas xícaras e fingiam bebericar, quando Manon segurou o braço de Matthew, exclamando preocupada:
"Não papai, ainda tá quente!"
Observou quando Matthew sorriu carinhosamente, abaixando a xícara perto da menina de seis anos e dizendo em um tom suave:
"Então ajuda o papai a esfriar?"
Ambos juntos começaram a soprar sobre o líquido imaginário, Stella apoiou o rosto na porta, sorrindo de canto, Matthew nunca pensara duas vezes antes de pegar Manon nos braços quando ela chegou ao mundo e chamá-la de sua, nunca hesitou antes de ensiná-la a chamá-lo de pai e enchê-la constantemente de mimos e presentes, nunca hesitou em ser o herói, o “papai”, cujo colo por vezes era mais requisitado até mesmo do que o colo da mãe.
O mesmo tipo de pai do ano podia ser visto em Peter, que naquele momento estava com a garotinha de cinco anos sentada sobre sua perna, fingindo tomar chá e comer pequenos biscoitinhos com a menina que sorria, até que ela envolveu seu pescoço, beijando várias vezes o rosto do pai, que sorria e envolvia a filha nos braços.
Sentia um aperto no coração de interromper aquele momento entre eles, então simplesmente deu alguns passos para trás, fechando a porta com cuidado, deixando pais e filhas terem seu tempo sem interrupção de uma das mães.
[Off]
Merely the sound of your voice made me believe that, that you were her just like the river disturbs my inner peace. Once I believed I could find just a trace of her beloved soul, once I believed she was all then she smothered my beliefs.






_________________

avatar
Postagens :
18

Data de inscrição :
04/10/2017

Localização :
Godric's Hollow

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Erick Sowsfield em Ter Ago 28, 2018 6:34 pm


This is the part of me
That you're never gonna ever take away from me!


Se a mãe ainda fosse viva, o amaldiçoaria por pisar em seu lindo gramado.
Se o pai ainda estivesse ali, iria olhá-lo de forma desaprovadora por raspar os sapatos caros na grama áspera.
Mas eles não estavam mais ali, e Erick estava esgotado de mais para seguir a trilha que levava até a entrada da casa, se foram pouco antes de Yohan nascer, a partida foi dolorosa, mas Erick não estava sozinho, estava?
Tinha a esposa, os filhos, a irmã, mas e agora? Agora que os filhos o odiavam, a esposa dançava com a insanidade, quem além de Gallathea lhe restava?
Ao menos ainda tinha as boas lembranças do tempo que havia passado naquela casa.
Abriu a porta sem interesse, arrastando os pés pelo assoalho de madeira até chegar a sala, arrastou-se até a sua poltrona favorita se servindo de uma dose de Rum no caminho, sentou-se e abriu a gaveta que ficava na mesa de apoio ao lado da poltrona, pegando sua adorada caixa de charutos e acendendo um para si.
Deu uma tragada longa e pesada, sentindo o peito arder de forma desconfortável, mas a tontura breve que acompanhava a intoxicação valia a pena, potencializava o efeito do álcool e sabia que logo poderia se arrastar escada acima e simplesmente se jogar na cama, apagando em um típico sono sem sonhos que praticamente serviam de alento.
notes: Bláblá tagged: Você words: Muitas .-. wearing: This.
thanks weird for ♣️

avatar
Postagens :
5

Data de inscrição :
03/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Gallathea C. Sowsfield em Qua Ago 29, 2018 2:26 pm

Era tarde quando o taxi parou no portão da Residencia Sowsfield, depois de um dia cansativo e cheio de apelações em casos delicados Thea encontrava-se esgotada, apesar de tudo o sorriso maroto que brotava de seu rosto quando começou a tocar uma bandinha trouxa com uma pegada dos anos 80 nos fones de ouvido extra-grandes e vermelhos que ostentava a fez entrar dançando, se seus pais estivessem vivos, a expulsariam de casa, um aperto em seu coração a fez recordar a falta que sentia, mas requebrou movimentando os lábios como se cantasse o refrão da música como no clipe, tirou os saltos e pisou na grama sentindo aliviada os pés completamente no chão, o inventor do salto alto, assim como o machista babaca que criava dress code obrigatório com aquela porcaria deveria ser morto com um salto agulha...

Empurrou a porta com o traseiro jogando a bolsa de qualquer jeito junto com o casaco no armário perto da entrada, era pra isso que ele servia afinal. A música trocou e seu corpo se sacudiu novamente, caminhou enquanto dançava até a sala, a casa silenciosa ainda mexia com seus nervos, precisava de crianças por ali, mas crianças que não os odiassem. Seus ombros caíram quando avistou a figura do irmão sentado em sua poltrona de sempre, Thea levou as mãos a cintura silenciando a musica e tirando os fones, não precisava de muito para saber que essa situação deixava a família fragilizada e Erick e a irmã eram tidos como os vilões. A ruiva suspirei me aproximando-se lentamente, mas fazendo barulho para não  assustar o cabisbaixo irmão e se sentou no sofá maior de frente para ele.

-Dia dificil? Gallathea perguntou soprando pra longe a fumaça fedida do charuto, serviu-se de um copo de gim e apenas observou o olhar cansado de Erick.
XX - XX
avatar
Postagens :
5

Data de inscrição :
27/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Erick Sowsfield em Qua Ago 29, 2018 3:20 pm


This is the part of me
That you're never gonna ever take away from me!


O som que chamou sua atenção era típico da chegada da irmã, ela sempre era anunciada com portas batendo, passos fortes, era como um pequeno furacão de um país tropical que assolava a casa e trazia um pouco mais de cor.
Erick se deu o trabalho apenas de erguer o olhar quando percebeu sua entrada na sala, desviando-o logo em seguida e dando mais uma tragada demorada no charuto, seguido de um bom gole da bebida amarga que ainda permanecia em seu copo.
Ergueu novamente seu olhar cansado ao ouvir a voz da irmã, exibindo um sorriso sem humor e encolhendo os ombros, sentia-se pelo menos vinte anos mais velho do que deveria, em contrapartida, Gallethea permanecia jovial e alegre, era como se ela sempre encontrasse alguma alma indefesa de quem drenar energia, ou, pelo menos, era assim que a sociedade via os irmãos, dois vampiros malignos que destruíam a vida das pessoas.
– Não, foi um ótimo dia, minha filha me odeia e continua sendo hostil, minha esposa parece definhar ainda mais a cada dia, meus colegas de trabalho falam a plenos pulmões em como se deve tratar uma mulher o tempo inteiro, nada de diferente.
Soltou o ar de uma forma indiferente, esvaziando o copo com um último gole e alcançando a varinha no bolso interno do casaco, enchendo-o novamente com um movimento de pulso.
O charuto estava pela metade, mas Erick se deu o trabalho de apagá-lo para que a fumaça cessasse dentro do ambiente, deixou o corpo escorregar na poltrona, bebendo mais um gole e dizendo com a voz inexpressiva:
– Você parece ótima, encontrou alguma virgem para se banhar em seu sangue?
Erick estava destruído, tinha seus quarenta anos vividos de forma quase arrastada e sua aparência mostrava ainda mais idade, era como se sua alma estivesse sendo sugada lentamente e de forma bem dolorosa.
notes: Bláblá  tagged: Você words: Muitas .-. wearing: This.
thanks weird for ♣️
avatar
Postagens :
5

Data de inscrição :
03/10/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Gallathea C. Sowsfield em Qua Ago 29, 2018 10:10 pm

O desabafo de Erick deixava Gallathea com os nervos a flor da pele, uma bruxa que lutava pela justiça dos trouxas e sofriam essa imensa injustiça com seu proprio povo, Thea sorveu todo o conteudo de seu copo e com um gesto de raiva o jogou contra a parede, bufando pela atitude exagerada: - As pessoas não deviam falar do que não sabem. E as crianças… Eu sinto vontade de colocar elas para verem a crise de Stella. Só assim acreditariam em nós. Maldito troço... Thea segurou as lágrimas, não suportava que os tratassem daquela forma, como se fossem os vilões e a raiva subia por sua cabeça, respirou fundo algumas vezes tentando  manter o bom senso e com uma sacudida da varinha limpou os cacos de vidro no canto, evitou encher o copo de novo.

Caiu na gargalhada quando Erick perguntou sobre “se banhar em sangue de virgens” e deitou no sofá jogando as pernas sobre as costas do sofá olhando para o irmão de cabeça para baixo sentindo o sangue circular pelo corpo, era uma ótima tática para desestressar: - Mandar um cara que matava virgens pra cadeia serve como “me banhar em sangue de virgens?” ou eu tenho que ter colocado a mão na faca? Eu pareço ótima porque fico afastada dessa comunidade tóxica que é cega e finge ser moralista Thea bufou ao final fechando os olhos.

A ruiva começou a sacudir as pernas tentando lembrar o ritmo de alguma música que ouvira durante o dia e suspirou:- Você devia passar um dia no tribunal comigo, os trouxas são legais e nem percebem quando você dá um chazinho adulterado com poção da verdade ou alguma outra peripécia mágica. Sussurrou ao final tentando sorrir, aquela casa parecia ter um peso extra sob os ombros de qualquer um que entrasse por suas portas, a tristeza e a culpa de algo que não poderiam explicar. Gallathea mordeu o interior da bochecha e disse como se fosse suas últimas palavras: - Porque não tenta contratar uma enfermeira pra Stella, um padre… Sei lá alguém para ajudar nessa situação toda.
XX - XX
avatar
Postagens :
5

Data de inscrição :
27/08/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum